Átomos sabor baunilha

É foda quando você para pra pensar e chega a conclusão que um grande amontoado de átomos, chamado de língua, consegue perceber uma característica de outro amontoado de átomos, o sabor.

A sensasão de pegar uma fruta carnuda na geladeira e se deliciar com seu gosto é um conjunto de impulsos elétricos criados pela língua e passados ao célebro.

O que dá o gosto a uma molécula? Como é que a língua consegue captar essa propriedade molecular? Será que cada átomo tem um sabor e a mistura dos átomos cria os diferentes sabores? Porquê a água não tem sabor? A configuração molecular H2O cancela os sabores? Ou o mecanismo de percepção do sabor pela língua é baseado no sabor da água?

Se a língua consegue perceber o sabor de uma molécula, é teoricamente possível medir mecanicamente o sabor dessa molécula sem a utilização da língua, com algum aparelho.

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: