Esse semestre acaba semana que vem, espero fazer a…

Esse semestre acaba semana que vem, espero fazer amanhã minha última prova e volta pra SJdR na quinta feira depois de apresentar o trabalho de OBC, que o Carlos conseguiu adiar pra quinta que vem. Em nenhum outro semestre, nem em épocas de escola, eu fui tão bem quanto nesse. Tirando BD e Adm I, em todas as outras matérias eu cheguei a tirar a maior nota da sala em pelo menos uma das provas. Saiu hoje a nota de ORI e eu tirei 8,5, bem melhor que 5,5 da primeira prova e a maior nota de ORI da segunda.

Esse semestre não foi bom somente na faculdade… entrei pra Ordem DeMolay, comprei gravador de CD e celular, conheci a Soraia, a Helen, tive um pseudo-estágio, conheci os Arnies, assisti ao ‘O Senhor dos Anéis’, namorei a Tati…

Nunca cheguei a dizer nesse blog: “estou namorando a Tati” e depois de hoje não sei se poderei afirmar que isso será verdade. Eu simplesmente não consigo escrever nada a respeito… Eu ouço mais do que falo, talvez com isso pareça meio distante, talvez realmente o seja, é provável que sim. Despedidas me lembram um e-mail que escrevi há dois anos… numa depedida… setembro de 2000 eu acho, “foi bom enquanto durou” se encaixava perfeitamente lá, e também aqui. Ontem no jornal ví que o Pelé tem um 7º filho resultado de um ‘relacionamento relâmpago’, como disse a repórter. Relacionamentos relâmpagos… algo não deve estar certo, serei eu, que não sei namorar? Ou será que nunca me apaixonei suficientemente por uma mulher? Ou me apaixonei demais por uma mulher? Ou me relaciono para esquecer minhas frustrações amorosas? Ou sou muito distante, demonstro pouco interesse? Ou sou quieto, calado, tímido, sossegado? Ou racional demais, pouco emocional? Ou talvez ainda não esteja maduro o suficiente para suportar um relacionamento mais duradouro? Mas eu nunca escolhi o tempo de um relacionamento, nunca terminei um… será que sim? Subconscientemente? Será que minhas atitudes, ferormônios e palavras subconscientemente, instintivamente ou fatalmente levavam à separação?

Como diz o kenji: “Too many questions.”

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: