#5 – Bagageiro

Pela primeira vez fiz o trajeto casa-trabalho-casa com a mochila no bagageiro, um que vai no canote do selim e agüenta apenas 22 libras (10 quilos). Algumas considerações:

  • aquela aranha que é um elástico de 1,8m com ganchos nas pontas não vale nada, a mochila fica toda apertada, amassada e ainda dançando no bagageiro, a melhor é aquela aranha que é uma rede, cheia de ganchos, usadas em motos
  • o bagageiro não ficou muito bem fixado e “escorregava” no canote, indo para a direita ou para a esquerda, contribuindo ainda mais para a mochila ir ficando dependurada no bagageiro
  • quando eu achei que a mochila poderia cair, tirei do bagageiro e coloquei nos ombros – que diferença! Quem anda de bicicleta com mochila nas costas não faz idéia de como isso é terrível, como cansa e como pesa, como tira a mobilidade e como faz suar!
  • na volta prendi tão forte as aranhas (comprei 2 da ruim) que fiquei quase 2 minutos pra tirar as aranhas e pegar a chave de casa na mochila…
  • Minha mochila estava pesando 6 quilos, é melhor eu fazer sempre uma revisão no bagageiro antes de sair andando!

Nessa página tem algumas considerações, que se tivesse lido antes não teria comprado o bagageiro que comprei… Neste outro link tem mais diversas informações úteis.

Hoje na ida gastei 32m 14s, percorrendo 9,22km com velocidade média de 17,1km/h. Na volta gastei 32m 25s, percorrendo 8,47km com velocidade média de 16,7km/h.

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: