Arquivos Mensais: maio 2002

Estou indo pra casa do Carlos pra depois ir pra Ch…

Estou indo pra casa do Carlos pra depois ir pra Chácara do Barão. Tá fazendo um frio aqui! E que saudade dos meus mullets! Até coloquei uma foto na galeria. Faz um ano que tirei essa foto…

Minhas pernas doem! Tanto de correr de um obstácul…

Minhas pernas doem! Tanto de correr de um obstáculo para ontro no paintball quanto por ficar pulando e dançando naquelas músicas frenéticas da Usina!

Finalmente eu tenho tempo de usar computador!! Ess…

Finalmente eu tenho tempo de usar computador!! Esses dois últimos dias foram uma correria…

Tudo começou na quarta feira… Tive aula de manhã e de tarde. Tinha fricassê de frango no RU então na hora do almoço a fila estava tão gigante que eu fiquei nela meia hora, não saí do lugar e fui comer os doces da D. Margarette. Faltando meia hora pro RU fechar voltei pra lá e ainda comi fricassê… tava ruim! No jantar não tinha fila… todo mundo já devia ter ido embora por causa do feriado de quinta. Dei o fricassê pra fernanda… devia estar ruim de novo. O feijão e o arroz estavam com cebola, o feijão estava com um gosto ruim e o meu alface veio misturado com rúcula, ou seja, praticamente não jantei. Voltando pra casa, no ponto de ônibus, uma conversinha básica sobre poligamia vs monogamia, sem chegar a lugar algum.

Em casa eu tomei banho, jantei (de novo) e combinei com o Carlos de irmos ao Palquinho, pro início da Intercomp. O pessoal passou em casa, eu fui com o Beraba de carro e nós, em 4 carros, chegamos a fazer 120km/h na Av. São Carlos. Tosquera no úrtimo! O palquinho tava frio pacas! Tocou uma banda meia boca, só tinha um pessoal da Federal mesmo e acabei voltando pra casa cedo, com o Beraba.

Cedinho, na quinta feira, 11 horas da manhã, Beraba e Kenji me acordam para irmos a Ribeirão Preto jogar paintball. Levantei, lanchei, arrumei minha mochila e algum tempo depois já estávamos na frente do prédio. Já tinha uma galera lá esperando a gente, a maioria trabalhava com o Beraba e Kenji na RadiumSystems. A van chegou e nós fomos pra Ribeirão. 10 pessoas. Deixamos duas minas no shopping e fomos lá pra Rapinas, jogar o jogo suprareferido. Ainda chegaram mais dois casais, de carro, que tinham combinado conosco de ir.

Foi então que começou a preparação para o jogo. Colocar o colete, o capacete, pegar a arma que já estava com gás, colocar as bolinhas na arma. Dividimos os times, ouvimos as regras e fomos correndo pro campo. Atirar com aquelas arminhas é muito louco! No primeiro jogo eu saí porquê minha munição (de 50 bolinhas) acabou. E quando tava saindo ainda levei um tiro no pé que sujou tênis, calça, meia e pé de tinta azul. Durante o jogo levei um tiro na viseira e dois na cabeça… os três do Kenji. Ainda levei um tiro na perna que não estourou… levei ainda 2 tiros na arma. Cheguei a dar um tiro na mão de uma mina que cortou a mão dela em dois lugares… a gente tava muito perto, cada um de um lado de um obstáculo e quando nos encontramos nós dois atiramos, mas só eu acertei.

Tomamos banho, trocamos de roupa (a roupa suja de areia, terra, tinta, suor pela roupa limpinha 🙂 e fomos pro shopping, jantar, sorteve de 4 reais da Parmalat (não tão bom assim, prefiro os do Edinho) e por fim… Pinguim! Lá encontrei a amiga colorida! Nos finalmente… voltar pra casa, 9 da noite, depois de um dia inteiro gastando dinheiro e se divertindo em Ribeirão Preto.

Foi chegar em São Carlos, lanchar e saír de novo. Eu e Beraba fomos pra casa do Carlos, pra depois ir na casa do Marquetto, fazer um esquenta pra ir na primeira festa da Intercomp, na Usina. Tava muuuito cheio aquilo lá. Terrível. Tinha uma banda tocando uma música muito massa no segundo ambiente, tinha espaço pra andar mas ninguém queria ficar lá… fiquei lá um tempinho e depois voltei pro abafamento e empurra-empurra da música eletrôncia. Depois foi esvazianaod, esvaziando até que só tinha a gente na Usina… o outro ambiente já estava até fechado… hehhehee, fechamos a Usina!!

Agora acabei de acordar… queria ligar pras pessoas! E hoje tem a segunda festa da Intercomp, na Chácara do Barão. É… esse fim de semana será o fim de semana da perdição.

Nunca me senti tão mal… Nunca. Eu devo ser muito…

Nunca me senti tão mal… Nunca. Eu devo ser muito mais ingênuo do que eu imaginava que eu poderia ser. Eu simplesmente não consigo acreditar que seja possível. Massacre do ego, genocídio da auto-estima. Melhor eu ir dormir, senão vou passar raiva.

A SG Internet, onde eu trabalhei láaaa em São João…

A SG Internet, onde eu trabalhei láaaa em São João del-Rei está na Internet desde 2 de dezembro de 1996… então foi em 97 que eu começei a usar Internet. Ela ficava hospedada na Artnet (10 de Janeiro de 1996), de Juiz de Fora. Mas na época a Mandic (1 de Janeiro de 1996) já tinha acesso à Internet (a Mandic era uma BBS). A Conecta deve ser quem tem internet há mais tempo lá em SJdR, desde 23 de Julho de 96. A Fapesp está na Internet desde 18 de abril de 1989!

Primeiro… ontem eu falei do chá gelado do RU e h…

Primeiro… ontem eu falei do chá gelado do RU e hoje eles servem chá à temperatura ambiente. Horrível.

Segundo… vão processar o Audiogalaxy. Demorou bastante pra descobrirem que o Audiogalaxy é o melhor software pra baixar músicas na Internet…

Terceiro… tem uma cronologia (voltada para a RNP) da Internet no Brasil, na UFMG.

Quarto… LISP é foda e Java é massa!

Trilha sonora para o momento: Your Name, da Tricky…

Trilha sonora para o momento: Your Name, da Tricky.

O Sítio do Tadeu é massa. E as pessoas que eu conh…

O Sítio do Tadeu é massa. E as pessoas que eu conheço que vieram de tal localidade também são. Ele faz computação… só que na XUsp.

Pq eu não consigo me lembrar de mais de 2 propagandas que eu assisti nos últimos 30 dias??

Há! 12237514(16)

Há! 12237514(16)

Espancar um macaco de borracha. Quem vê graça niss…

Espancar um macaco de borracha. Quem vê graça nisso?? Eu! Consegui acertá-lo a 1188 Milhas por hora (1911,492 km/h). Olha o site e olha o meu score. Tenta fazer mais de 200Mph procê ver…

updated: consegui fazer 1414 Mph! Olha a imagem.

Uma delícia o chá mate gelado do RU pra dar uma es…

Uma delícia o chá mate gelado do RU pra dar uma esquentadinha nesse dia frio.

Se a vida não tivesse sentido eu poderia me matar …

Se a vida não tivesse sentido eu poderia me matar agora que nada mudaria, mas num é bem assim… Algum sentido existe. Cada um escolhe o seu. Existe um sentido para minha vida, eu vivo ela da maneira que acho correta, tenho algumas ambições, tenho segredos, tenho sentimentos. Tenho pretenções de não morrer tão cedo para poder viver e aproveitar minha vida.

Chocolate… gosto de Laka. Me sinto semi-aliviado…

Chocolate… gosto de Laka. Me sinto semi-aliviado. “não posso, pq não quero…” Não era pra me sentir aliviado… mas agora eu tenho um fato. Fazer ciências exatas te deixa muito ligado a fatos… abastrações e incertezas te torturam um tanto! O que fazer agora? Conversar. Obter mais fatos… Refutar os fatos… mas, no fim, aceitá-los. Outra opção: fugir dos fatos pois a verdade dói… é uma opção, mas não pra mim.

Eu seria um rico viajante experimentador de tudo, feliz? Não creio… então busco minha felicidade no que eu tenho atualmente. Eis o motivo de me acomodar facilmente à situação atual.

Esse início de semestre aqui em São Carlos foi para mim uma época de amadurecimento, reflexão e redefinição de vários conceitos. Mesmo assim ainda continuo o mesmo teimoso cabeça dura de sempre. Continuo achando que as pessoas acham que eu sou bem mais do que eu sou. Aquela cobrança de que eu devo ir bem nas provas, fazer os programas da faculdade. Como disse a amiga colorida, sou mais normal do que eu imagino. Deve ser verdade. Por mais que eu tenha tido o ego/auto-estima abalado, nunca me senti tão bem e tão realizado.

Se os normais se acham doidos e os doidos se acham normal, quem é o quê?

Skoll Beats… MDMA (3-4 methylenedioxymethampheta…

Skoll Beats MDMA (3-4 methylenedioxymethamphetamine)

Eu, aqui em São Carlos, longe de minha família e d…

Eu, aqui em São Carlos, longe de minha família e de meus amigos, estudando Ciência da Computação… Tecnologia num é nada! Num mundo tão ‘moderno’ quanto é hoje e de quê adianta tanto conhecimento? O Edinho que tá bem, está fazendo veterinária. Agora ele pode treinar um cachorro pra detectar cancer. E eu não tenho como criar uma máquina que consiga fazer isso… Ainda não 🙂

%d blogueiros gostam disto: