Arquivos Mensais: agosto 2012

The Red Pill

De todos os filmes que já assisti, Matrix foi o que vi mais vezes. Estava na faculdade quando foi lançado e naquela época sobrava tempo para lazer. Cheguei até a decorar várias falas …

Ta certo que é uma ficção científica, mas tem alguns ensinamentos. Na época isso era muito comentado, hoje caiu no esquecimento.

Muitas analogias podem ser feitas com a Trinity, que mostra ao Neo que o mundo não é como ele imagina e da a ele a opção de continuar vivendo essa vida tranqüila ou tomar a pílula vermelha e viver a vida de verdade, com todos os riscos e novos desafios.

Preciso assistir esse filme novamente!

7.035.797.267

“Como podem existir mais de 7 bilhões de pessoas convivendo neste mundo e apenas uma mexer com meu coração?” – Frase no Facebook

Seria esta uma definição de egocentrismo ou de paixão?

Time: Stop

Hoje é um daqueles dias pra ficar a noite deitado na grama olhando as estrelas.

Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas!

[Mau] Educação no Brasil

O nosso excelentíssimo ministro da educação Aloizio Mercadante estava feliz da vida com a aprovação da cota de 50% nas universidades públicas para quem estudou todo o ensino médio em escola do estado e disse:

“Os alunos da escola pública vão poder fazer medicina nas melhores universidades do Brasil, ou engenharia, ciências da computação. Pela primeira vez na história, as melhores universidades vão se abrir pros alunos da escola pública.”

Catzo, melhora o ensino público!!!! Nivela por cima, não por baixo!

Estudei 10 anos de minha vida em escola estadual, cursei ciência da computação em universidade federal e quando entrei não havia cota alguma… foi na competência mesmo.

Que mania esse governo tem de tapar o problema com a peneira… se os alunos da escola pública não estão conseguindo entrar mais nas universidades federais o problema não está na alta qualidade das universidades federais, mas na baixa qualidade da escola pública!

Colocar alunos menos qualificados nas universidades vai diminuir a qualidade da universidade, não irá aumentar a qualidade do ensino…

Essa política terrorista de congelar salário de professores universitários, propor reajustes inferiores à inflação e descontar dias em greve é uma demonstração da prioridade que o governo dá para a educação no Brasil.

Vivendo a vida

Eu nunca me preocupei em comemorar aniversários, em ver os anos passar. Acho que tive uma vida intensa, repleta de eventos que recordarei para o resto da vida.

Agora quando está perto de completar mais um ciclo eu me pergunto: quais foram minhas realizações? Continuam acontecendo, mas com uma freqüência inferior, incomparável com a da adolescência ou a da época da faculdade.

Recordo-me das boas lembranças da infância. Quando não estava aprontando alguma aventura, estava curtindo com meus pais.

Esse deve ser o segredo dos 30: curtir muito com os filhos, sair de casa pra andar de bicicleta, acampar, pescar, praticar esporte, nadar em cachoeira, visitar parentes, ir em exposições e parques…

Ficar em casa assistindo Faustão é para os fracos, a vida está acontecendo lá fora.

Vida: prioridades e escolhas

A vida é um conjunto de estados que se alternam no tempo de acordo com as escolhas que tomamos.

É como um jogo de xadrez onde a disposição do tabuleiro depende das decisões de qual peça mover e para onde mover.

Não tem como saber como o outro lado, o mundo exterior, irá reagir e responder às nossas decisões. Só sabemos que devemos tomá-las, no momento certo, não podemos ser reativos senão é derrota na certa!

Mais do que escolhas aleatórias do que fazer, no xadrez, assim como na vida, somos direcionados para uma estratégia, objetivos bem definidos de curto, médio e longo prazos.

No entanto, mais difícil que a tomada de decisão em si está a capacidade de identificar e priorizar os objetivos.

E aí, qual a prioridade da sua vida? Quais decisões está tomando para atingí-la?

Estrela

Se alguém me perguntar: “do que mais você sente falta, morando em São Paulo”, certamente eu direi que é de estrela, por tudo que representa.

Noite na Fazenda de Santo Inácio

Ah! Noites inteiras passaria admirando a beleza, o vislumbre do mistério de algo muito maior e vasto, inexplorado, mas ao mesmo tempo acolhedor e instigante.

Estrela me remete ao silêncio das escuras noites frias de São João del-Rei, com a neblina salpicando a ponta do nariz, o vento cortante com o perfume das flores e o céu como um quadro impressionista.

Me chateiam as claras noites de aparência em São Paulo: alaranjadas, sem vida, pessoas em seus carros, suas casas, sem estrela.

Noite em São Paulo, ponte Cruzeiro do Sul

Um dia ainda será possível deitar em São Paulo tendo constelações como pano de fundo e se deliciar com a dança celestial.

Mais um instante salvo

Mais um instante salvo

Sincronizar horário de fotos de câmeras diferentes

Na minha última viagem de férias foi a família toda, cada um com sua respectiva câmera fotográfica, tirando fotos ao mesmo tempo, nos mesmos lugares.

Pensei em juntar as fotos de todo mundo e montar um álbum com as fotos na ordem cronológica em que foram tiradas, apagando as fotos que ficaram ruins e deixando apenas as melhores fotos de cada lugar, independentemente de quem havia tirado.

Foi aí que percebi que teria um serio problema: cada câmera estava com uma hora diferente e quando os arquivos das fotos eram ordenados por data, ficava tudo embaralhado.

As fotos selecionadas foram tiradas com outra câmera, horas antes

Se eu sincronizasse o horário das câmeras as novas fotos ficariam na ordem correta, mas todas as fotos que já haviam sido tiradas continuariam erradas.

Para solucionar o problema mantive a hora de cada câmera e fotografei meu relógio com todas as máquinas, assim eu sabia qual era o horário correto e quantos tempo (segundos, minutos ou horas) a mais ou a menos cada câmera estava.

Foto da câmera Canon SD1000 às 11:29:41

Um leitor comum, não nerd deve estar pensando: “E daí? Não resolveu o problema!”, mas o desfecho da história segue abaixo.

Toda câmera fotográfica digital moderna grava alguns metadados da foto (informações sobre a foto) na própria foto, utilizando um padrão chamado Exif. No Exif fica gravado o modelo da câmera, se o flash foi disparado ou não, distância de foco, tempo de exposição, megapixels, data e hora em que a foto foi tirada, entre inúmeras outras informações.

O horário da câmera era 13:25:54 quando a foto acima foi tirada

O que fiz foi utilizar 3 programas para acertar os horários das fotos no Exif e no arquivo:

  • JHead versão 2.96 de 22 de Junho de 2012 (link download)
  • jpegtran versão 8d de 15 de Janeiro de 2012 (link download)
  • ExifTool versão 8.98 de 28 de Julho de 2012 (link download)
Foram os seguintes comandos:

jhead -model SD1000 -cmd "ren &i Ananda_&i" img*.jpg
jhead -model SX210 -cmd "ren &i Ana_&i" img*.jpg
jhead -model S100 -cmd "ren &i Henrique_&i" img*.jpg
jhead -autorot -di -dx *.jpg
jhead -ft *.jpg
jhead -ta-1:56:13 -model SD1000 *.jpg
jhead -ta-1:52:58 -model SX210 *.jpg
jhead -ta+1:00:52 -model S100 *.jpg
jhead -ft *.jpg
exiftool "-AllDates<DateTimeOriginal" "-FileModifyDate<DateTimeOriginal" *.jpg

Explicação:

  • Os comandos 1, 2 e 3 renomeiam as fotos de acordo com o modelo da câmera. Supondo que existam 3 arquivos IMG_0001.jpg, um tirado pela câmera S100 do Henrique, um pela câmera SX210 da Ana e a outro pela câmera SD1000 da Ananda, com esse comando os arquivos terão os nomes Henrique_IMG_0001.jpg, Ana_IMG_0001.jpg e Ananda_IMG_0001.jpg. É para evitar que existam arquivos com o mesmo nome na mesma pasta.
  • O comando 4 é para rotacionar as fotos, usando o sensor de orientação das câmeras (paisagem ou retrato) e remover outros dois metadados da foto: o IPTC e o XMP. Esse são semelhantes ao Exif e utilizados por alguns programas, como Picasa e Photoshop. Por eles também conterem a data da foto, caso a data do Exif seja alterada, algum desses programas pode “des-alterar” e voltar a data que está no XMP ou no IPTC.
  • Os comandos 5 e 9 são na verdade o mesmo e servem para fazer com que a data do arquivo seja a mesma que a do campo DateTimeOriginal do Exif
  • Os comandos 6, 7 e 8 são para deslocar a hora que está no campo DateTimeOriginal do Exif em mais ou menos horas, minutos e segundos. No exemplo acima a foto foi tirada às 11:29:41 mas a data da câmera era 13:25:54, ou seja precisa subtrair 1h56m13s da hora do Exif/arquivo.
  • O comando 10 é para fazer com que todas as datas do Exif (DateTimeOriginal, CreateDate e ModifyDate) tenham o valor do DateTimeOriginal e que a data do arquivo seja a mesma que a do campo DateTimeOriginal do Exif
%d blogueiros gostam disto: