Arquivos Mensais: maio 2009

links for 2009-05-28

Fotos de São João del-Rei

Estou absolutamente maravilhado com o Picasa 3 do Google e sua integração para publicar álbuns de fotos na Internet de maneira extremamente fácil!

Abaixo um slide com as fotos do meu álbum de fotos de São João del-Rei.

O melhor é que se eu adicionar novas fotos à pasta do meu computador, automaticamente a galeria e os slides acima são atualizados, fantásico.

DVD vs BluRay

Quando o assunto é DVD e BluRay muitas pessoas se confundem ou têm dúvidas.

DVD é sempre qualidade padrão (SD), com resolução 480p, sendo a resolução de 720×480 para NTSC e 720×576 para PAL (anamórfico 16:9). O vídeo é digitalizado/compactado utilizando MPEG-2.

Quanto mais extras tem no DVD, mais compactado é o filme e mesmo que a proporção não seja a 16:9, a borda preta é gravada na imagem, mantendo a resolução acima.

Alguns aparelhos de DVD fazem upscaling para 720i, 720p, 1080i ou 1080p, mas o upscaling é como se fosse o zoom em uma foto digital: não aumenta a qualidade, apenas melhora um pouco a imagem.

Já um filme em Blu-ray é HD, com resolução máxima de 1080p (1920×1080 ou 1440×1080). O filme também é gravado em MPEG-4, que possibilita mais qualidade em menos espaço.

Esse site compara algumas imagens do filme Monster’s Ball (A Última Ceia) em DVD e Blu-ray e a diferença é gritante.

Muitas pessoas compram TV de LCD ou Plasma que são HD e ou Full HD e trocam o player de DVD para um com upscaling via cabo HDMI. Não vale a pena, a não ser que o player antigo não tenha saída 480p (o progressive scan que há 2 anos era a coqueluche do momento).

Quem tem uma TV dessas e quer qualidade, a única opção é Blu-ray, mas ainda está muito caro. Sai mais barato comprar um PlayStation 3 que um player dedicado.

links for 2009-05-16

Ille qui nos omnes servabit

Quando era adolescente eu jogava basante RPG e os sistemas que nós mais gostávamos eram Arkanun e Trevas, ambos criados pelo brasileiro Marcelo Del Debbio.

Trevas era legal pois sempre fazíamos papel de seres humanos comum, mas com muito conhecimento, vivendo em um mundo cheio de anjos, demônios, vampiros, magos e outros seres hiper fodásticos, que brincavam e nos manipulavam na eterna guerra celestial, como se fossemos simples peões em um tabuleiro de xadrez.

Assistir o último episódio da 5ª temporada de Lost me passou justamente essa sensação: Jacob (um Deus, semi-deus, anjo ou algum outro ser benéfico) em sua luta contra outro ser que é sua antítese (demônio, anjo caído, etc.). Quem assistiu Constantine vai saber do que eu estou falando.

Não gostei dessa temporada… muita enrolação, muita confusão… fora que se a teoria de viagem no tempo não for bem explicada, alinhada e blindada, torna-se o mesmo que dividir um número por zero. Quer um exemplo? De onde veio a bússula que o Richard dá pro Lock? Essa cena, aliás, é um loophole impossível de ser resolvido.

No entanto o último episódio valeu cada minuto que eu utilizei assistindo a 5ª temporada. Foi um episódio fantástico! Nesse pelo menos o submarino não parecia tão descaradamente um modelo de computação gráfica como no final do episódio anterior.

Ahh, o título do post significa: “aquele que irá nos proteger” e é a resposta para a pegunta: “O que vive na sombra da estátua?”.

Quando eu jogava RPG adorava jogar com um imortal Highlander e é justamente isso que eu acho que o Richard é.

Consumismo infantil

O Jonas me mandou esse vídeo e eu fiquei pasmo, bobo, de queixo caído.

Sinal digital e analógico explicados

Essa é a primeira explicação da série de explicações sobre HDTV, TV digital e TVs de tela plana.

Analógico vem de “análogo”: é a representação de alguma coisa, continuamente, através de algum meio. Um termômetro de mercúrio é um exemplo de instrumento analógico: o medidor varia de 32ºC a 50ºC, passando por todos os valores entre eles. Se houvessem graduações suficientes marcadas em um termômetro e tivéssemos os olhos do super-homem, poderíamos dizer que a temperatura passou de 36,736432 para 36,726433, por exemplo.

O digital é a representação de alguma coisa, de tempos em tempos, através de uma escala (dígitos). Um termômetro digital também varia de 32ºC a 50ºC, mas exibindo apenas os valores da graduação pré-definida. Se a graduação for de 1ºC, por exemplo, o termômetro mostraria que a temperatura subiu de 36ºC para 37ºC.

No termômetro digital vemos a temperatura saltar de um grau para outro, no termômetro analógico vemos a temperatura ir subindo de um grau para outro. Essa é primeira diferença entre analógico e digital.

A segunda diferença é que o sinal analógico é passível de interferência (ruído aleatório). Quanto mais o sinal for copiado, transmitido, retransmitido e quanto maior for a distância da transmissão, mais ruído terá sobre o sinal original, resultando em distorção, interferência e até a total perda do sinal.

O sinal digital não tem perda: ele pode ser copiado, armazenado, reproduzido e retransmitido sem perder informação. Em um CD a música é gravada digitalmente: você pode gravar as músias do CD em um computador, jogar em um pendrive, mandar ao outro lado do mundo pela internet e gravar novamente no CD que a música será exatamente a mesma, sem perda alguma de detalhe algum da música gravada no CD original (considerando que você utiliziou o formato WAVE e não o MP3, que tem compressão).

Agora a parte mais importante, que gera mais dúvidas e interpretações erradas:

  • O sinal analógico é a representação exata de algo, mas sofre perdas com o tempo
  • O sinal digital é a representação aproximada de algo, mas não se modifica com o tempo

Resumindo as duas linhas acima: não é possível afirmar que o sinal digital tem mais qualidade ou definição que o sinal analógico.

Vou exemplificar com um filme que foi filmado com uma câmera de cinema (filme analógico/altíssima qualidade – 1080p) e gravado em DVD (mídia digital/qualidade padrão – 480p) e em BluRay (mídia digital/alta qualidade – 720p).

Independentemente do DVD Player estar ligado à TV por um cabo vídeo componente (analógico) ou HDMI (digital), a TV, mesmo que seja Full HD, vai exibir o filme em qualidade padrão (SD). Tanto o vídeo componente (analógico) quanto o HDMI (digital) proporcionarão a mesma qualidade.

Já no caso do tocador de BluRay, que estará ligado à TV por um cabo HDMI (digital), passará um filme em alta qualidade (HD).

Quer entender mais sobre as últimas tecnologias e conceitos da TV digital? Leia as explicações sobre o assunto.

Explicação sobre TV digital, HDTV, LCD, plasma e afins

Vejo que ainda existem muitas dúvidas com relação a TV digital, TV de LCD ou plasma, TVs HD ou Full HD, antena UHF ou VHF, cabos HDMI, vídeo componente, vídeo composto, resoluções 720p, 720i, 1080p e 1080i, SBTVD, sinal, receptor ou conversor digital, NET, TVA e Sky e pretendo esclarecer tudo neste blog.

Cada dia irei falar sobre um assunto, conforme lista abaixo:

  • Sinal: analógico ou digital
  • TV: Plasma vs LCD
  • Resolução: SD, HD e Full HD
  • Resolução: intrelaçada (480i, 720i e 1080i) e progressiva (480p, 720p e 1080p)
  • Antena: VHF, UHF, interna, externa, sugestões de compra
  • Cabos: RCA, HDMI, vídeo composto, vídeo componente, s-video, VGA, DVI
  • TV digital: SBTVD, receptor ou conversor digital, TV com receptor integrado
  • Programação digital: TV aberta, NET Digital, NET HDTV, TVA Digital, TVA HDMAX, Sky, SKY HDTV
  • Programação analógica: TV aberta, NET, TVA
  • Video Games: Wii, X-Box, PlayStation3, PS2, X-Box 360

Painel IPS e Spoof

Achei curioso a quantidade de pessoas que estavam comentando sobre painel IPS para TV de LCD no meu post sobre TV de Plasma ou LCD?, sendo que eu nunca havia ouvido falar sobre isso, muito menos tinha visto em peças publicitárias ou em descrições das características da TVs. Em fóruns especializados também não há essa preocupação excessiva com a tecnologia do painel da TV.

Dos 53 comentários quase metade eram sobre a qualidade superior da LCD sobre a plasma, a maravilha que é o painel IPS nas TVs de LCD e a superioridade das TVs de LCD da LG com IPS sobre as TVs de outras marcas. Então notei que ontem alguém havia atacado o blog com esses comentários tendenciosos.

Hoje o Regis sugeriu colocar CAPTCHA pois poderia ter sido um robô e resolvi revisar os comentários antigos. Descobri que não foi só ontem que esse spoofer atacou meu blog, já tem mais de um mês que ele vem fazendo isso! Inclusive no post sobre as TVs do Desafio Philips… Não é robô pois os comentários até que são pertinentes aos assuntos dos posts, inclusive me chamando pelo nome em um deles.

Não sei se é alguem pago pela LG, pelas fabricantes de LCD ou se é apenas um desocupado que comprou uma TV LCD da LG com painel IPS achando ser o máximo e se decepcionou, fazendo marketing de guerrilha pra tentar levar pra galera o conhecimento dessa tecnologia.

Abaixo vários comentários desse indivíduo (peço para não relevá-los):

painel-ips-spam-1

painel-ips-spam-2

painel-ips-spam-3

painel-ips-spam-4

A guerra LCD vs Plasma

Quando me decidi que estava na hora de comprar uma TV nova e aposentar a velha TV de tubo CRT, que nem era tela plana, pesquisei muito entre TVs de LCD e suas vantagens/desvantagens sobre as TVs de Plasma.

Por fim acabei comprando uma TV de Plasma Full HD (1080p, 1920×1080 ou 2,1 megapixels) de 42″, da Panasonic, sem conversor digital.

Escolhi plasma pela qualidade superior que LCDs para assistir filmes (cores mais vivas, pretos mais pretos, melhor luminosidade, sem tempo de espera).

Escolhi Full HD pois pretendo ter um tocador de discos BluRay, um PlayStation3 ou um computador com saida HDMI nos próximos 5 anos.

Escolhi 42 polegadas pois é o maior tamanho que fica confortável na minha sala… e também era o máximo que eu tinha como pagar, mesmo nas 10 vezes em que parcelei.

Escolhi uma sem conversor digital pois era essa que tinha no último dia das Casas Bahia no Anhembi. Se tivessem as duas eu pagaria os 400 reais a mais e levava uma com conversor, só pela praticidade de ter um controle remoto a menos.

Escolhi Panasonic pois é, junto com a Pioneer, a melhor fabricante de TVs de plasma do mundo. TVs da Pioneer não são vendidas no Brasil, então comprei uma TV da melhor marca de TVs de plasma do Brasil.

Hoje estou subutilizando a TV de forma absurda: assisto TV aberta e TVA analógica de qualidade padrão (SD – standart definition), jogo Wii que é HD (720p – 1280×720 ou 0,9 megapixels) e algumas vezes assisto filme HD pelo computador. Meu computador é antigo e não consegue reproduzir conteúdo Full HD (1080p), além da entrada VGA da minha TV só aceitar até 720p. Ou seja, comprei Full HD mas nunca utilizei Full HD, utilizo HD algumas vezes, mas na maioria das vezes só utilizo sinal SD.

Eu pesquisei e comparei tanto antes de me decidir que acabei fazendo um post aqui no blog explicando as diferenças entre LCD e Plasma.

Sempre venho recebendo comentários construtivos contra ou a favor de LCD ou Plasma e hoje recebi o primeiro ataque. Alguém escreveu 20 comentários como se fossem de pessoas diferentes, ressaltando a qualidade de TVs de LCD com painel IPS sobre outras TVs de LCD e principalmente sobre as TVs de plasma.

Abaixo alguns desses comentários, todos com o mesmo IP e escritos praticamente ao mesmo tempo. Atitudes como essa só me mostram que há inseguraça quanto à “superioridade” das TVs de LCD e me deixam super confiante de que fiz a escolha certa.

Comentários SPAM defendendo LCD com IPS

%d blogueiros gostam disto: