Arquivos Anuais: 2006

Cabo Videocomponente

Fui na Santa Efigênia comprar cabo vídeo componente para ligar no DVD que ganhei da BM&F e encontrei alguns produtos:

Lógico que comprei o de 12 contos! Se minha TV tivesse mais de 20″ e progressive scan eu até investiria em um da Golden 🙂

Mobilidade e utilidade

Mobilidade. Não sou nenhum aficionado, mas gosto de praticidade. Desde que comprei um novo celular, desta vez um que aceita programas Java, com câmera e conexão GPRS, tive algumas idéias, que compartilho com o mundo:

  • Consulta de lista de telefones 0800, a partir do nome da empresa
  • Reconhecimento de código de barras para procurar o preço do produto no Bondfaro, Buscapé e Jacotei

Links corporativos

Estamos em uma nova era, onde a Gestão do Conhecimento é um mote e integração, tanto horizontal quanto vertical, é uma meta nas grandes corporações.

Também estamos na era da Tecnologia da Informação, com sistemas automatizados, integrados e distribuídos. As corporações têm incontáveis servidores, sites, serviços e páginas de diferentes departamentos, seções e diretorias espalhados pela Intranet, Internet, Extranet e até sem estar publicado em lugar algum.

A sociedade mudou tanto que o Google, com a missão de “oferecer a melhor opção de busca na Internet tornando as informações mundiais acessíveis e úteis “, ocupa uma posição invejável e é difícil imaginar a Internet de hoje sem ele. Seus robôs vasculham 1,3 bilhões de páginas e respondem 100 mil consultas por dia .

Mesmo com o Google, usuários da grande rede continuam guardando links nos “Favoritos” ou “Bookmarks” dos browsers. O del.icio.us foi o primeiro a disponibilizar uma forma eficiente de compartilhar esses links de forma social, colaborativa. A idéia deu tão certo que o Yahoo!, principal concorrente do Google, comprou o site.

Voltando ao ambiente corporativo, existe um grande limbo na organização e disseminação da informação de páginas internas da empresa. O Google não indexa, o Yahoo! não indexa e colocar no del.icio.us iria expor endereços internos privativos da empresa ou de determinada área interna.

A solução para esse problema seria um repositório de links centralizado, acessível apenas aos funcionários e colaboradores da empresa, setorizado, seguindo o conceito do del.icio.us, integrado com o controle de acesso da empresa, com o programa de e-mail e com o browser.

E aí, vamos criar o cor.pora.tu?

Restaurantes – São Paulo e Belo Horizonte

Eu não faço turismo culinário pelo simples fato de me faltar recursos financeiros, mas não é por isso que eu deixo de apreciar uma comida saborosa.

Em Belo Horizonte, nas vezes que fui com minha mãe para alguma etapa do doutorado dela, almoçamos em um restaurante excelente! É o OriGem, restaurante vegetariano com requintes orientais, na Av. Bernardo Monteiro, 904, bairro de Funcionários, telefone (31) 3224-4855 (alí pertinho da escola de medicina da UFMG). Tem um grande variedade de alimentos: folhas, brotos, legumes e alguns pratos com carne de soja substituindo a carne normal. Tem um de carne de soja com abacaxi ao molho agri-doce que é divino! Todos os pratos têm um plaquetinha informando o nome do prato, o preço é muito bom, a comida é quente, o lugar é espaçoso, bem ventilado, bem iluminado e com uma ótima música de fundo. O arroz integral é feito naquelas máquinas japonesas de fazer arroz e para os não-vegetarianos tem uma seção com pratos que levam carne (peixe, frango e boi). Recomendo!

Em São Paulo abriu um novo restaurante no Shopping Light, o Zig. Não tão barato como o de BH, mas ele tem preço fechado, ou seja, pague e coma quanto quiser, incluindo a sobremesa, o que para mim é excelente. Tem poucos pratos, mas são sofisticados, coisa chique. No dia que fui seguiam a linha árabe. Não gostei de todos, mas o que gostei eram deliciosos. Tem uma parte só com massas, que estava divino. O único problema é que como os pratos são diferentes e não têm plaquetas explicativas, tem de ficar perguntando para os garçons o tempo todo o que é cada prato… Recomendo também.

Porquinho da Lavínia IV

Quebramos o 4º porquinho da Lavínia e ele tinha R$ 68,36. O primeiro tinha R$ 96,60 e o segundo tinha R$ 92,97. Perdi os registros do terceiro, mas tinha mais ou menos R$ 80,00.

Esse tinha só 259 moedas: 1 de 1 centavo (nova), 55 de 5 centavos (39 novas e 16 antigas), 81 de 10 centavos (58 novas e 23 antigas), 52 de 25 centavos (43 novas e 9 anigas), 51 de 50 centavos (39 novas e 12 antigas) e 19 de 1 real.

Transporte – Comunismo e Capitalismo

Não sou da época em que comunismo e bicho papão eram sinônimos, portanto não tenho tanto preconceito ao sistema econômico comunitário como a geração que me precede.

Um grande absurdo da sociedade em que vivemos é o transporte pago. Um cidadão carente que trabalha na casa de um cidadão rico, ou gasta uma grande fatia do seu salário com transporte ou vai morar próximo da casa do “patrão”. Taí um grande incentivo para a formação de favelas entre bairros, como ocorre no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Depois a prefeitura gasta uma fortuna com segurança, com remoção de favelas, com urbanização de favelas, tem um desgaste tremendo com inundações, fogo e desmoronamentos nessas favelas em terrenos impróprios para a moradia (ainda mais sem infra-estrutura adequada).

Se o transporte urbano fosse realmente gratuito, cidadãos de baixa renda aceitariam morar na periferia, longe de seus locais de trabalho, mas num local urbanizado, com comércio popular e preços mais acessíveis. Ganhariam tanto em bem estar como financeiramente.

Agora vem outro absurdo do sistema capitalista: cerca de 5.000 trabalhadores do ramo do transporte farão tanto lobby para o transporte não se tornar gratuito que cerca de 5.000.000 de cidadãos carentes terão de continuar, eternamente, pagando para subexistir.

Esfaquear políticos… ahhh se a moda pega!

Presa em flagrante e autuada por tentativa de homicídio por esfaquear o deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA), a pensionista Rita de Cássia Sampaio de Souza, 45, disse ontem, antes de ser encaminhada ao Presídio Feminino de Salvador, “que os deputados têm tudo” e ela nem consegue sacar seu FGTS.

Folha — Por que a sra. esfaqueou o deputado ACM Neto?
RITA DE CÁSSIA SAMPAIO DE SOUZA — Estou muito revoltada com a classe política. Eles têm tudo, altos salários, mordomias, e eu nem sequer consigo sacar o meu FGTS.

Folha — Quando começou a revolta da sra.?
RITA DE CÁSSIA — Faz tempo que detesto deputados, porque eles não fazem nada. Mas este aumento [salarial de 91% aos parlamentares] aumentou a minha revolta.

Folha — A sra. já esteve no escritório do deputado?
RITA DE CÁSSIA — Duas vezes. Ele prometeu me ajudar e nada fez. Os assessores também prometeram a liberação, mas até agora, nada.

Fonte: Folha de São Paulo

Aumento de 90,7% para os parlamentares

Vinte e seis parlamentares (20 deputados e 6 senadores) foram responsáveis pela decisão de equiparar os salários dos deputados e senadores com os dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ou seja, de R$ 12.847,20 para R$ 24.500 mensais, aumento de 90,7%.

Votaram contra o reajuste os deputados Henrique Fontana (PT-RS), Chico Alencar (PSOL-RJ) e a senadora Heloísa Helena (PSOL-AL).

Parlamentares que votaram pelo reajuste de 90,7%:

  • Aldo Rebelo (PC do B-SP)
  • Renan Calheiros (PMDB-AL)
  • Ciro Nogueira (PP-PI)
  • Jorge Alberto (PMDB-SE)
  • Luciano Castro (PL-RR)
  • José Múcio (PTB-PE)
  • Wilson Santiago (PMDB-PB)
  • Miro Teixeira (PDT-RJ)
  • Sandra Rosado (PSB-RN)
  • Coubert Martins (PPS-BA)
  • Bismarck Maia (PSDB-CE)
  • Rodrigo Maia (PFL-RJ)
  • José Carlos Aleluia (PFL-BA)
  • Sandro Mabel (PL-GO)
  • Givaldo Carimbão (PSB-AL)
  • Arlindo Chinaglia (PT-SP)
  • Inácio Arruda (PC do B-CE)
  • Carlos Willian (PTC-MG)
  • Mário Heringer (PDT-MG)
  • Inocêncio Oliveira (PL-PE)
  • Demóstenes Torres (PFL-GO)
  • Efraim Moraes (PFL-PB)
  • Tião Viana (PT-AC)
  • Ney Suassuna (PMDB-PB)
  • Benedito de Lira (PL-AL)
  • Ideli Salvatti (PT-SC)

Tarifas do Tim Wap Fast

As tarifas do Tim Wap Fast são tão absurdas, que consumir 400Kb de dados é mais caro que consumir 1Mb de dados!

Até montei o gráfico abaixo, onde isso fica bem evidente.

Gráfico com as tarifas do TIM Wap Fast
Na TIM navegar na Internet é tão mais caro que na Claro, que até compensa comprar um chip Claro só para utilizar GPRS ou EDGE, conforme gráfico abaixo.


Não vou nem entrar no mérito do TIM pré-pago, que custa R$48,00 por mega, enquanto que o Claro cartão custa só R$ 6,00 por mega…

Apresentações no século XXI

“Vou voltar na transparência anterior…”
“Passa pro próximo slide, por favor?”

Não, essas palavras não foram proferidas por um palestrante com um retroprojetor, ou por um entusiasta com um projetor de slides, mas por um professor exibindo uma apresentação no computador em um telão, através de um projetor (vulgo data show).

Evolução tecnológica, mas vícios do passado…

A economia e a Internet

Acredito muito em ciclos de crescimento (intelectual) da humanidade.

Gênios aparecem de tempos em tempos e conseguem influenciar toda uma geração de pensadores, como foi o caso de Einstein na física e como é o caso de Michael Porter na economia.

Estes saltos não acontecem por que idéias foram evoluídas, mas por que paradigmas foram quebrados. Esses gênios têm essa capacidade de pensar diferente, de pensar além. Pessoas comuns costumam apenas melhorar, trabalhar a base deixada pelas mentes brilhantes, por isso os ciclos de crescimento.

Muito dos fundamentos da administração e economia utilizados pelas empreas foram idealizados por Porter, mas será que ele, agora com 59 anos, utiliza a Internet ativamente, participando de fóruns, lendo blogs, assinando feeds, comprando no eBay ou subindo fotos para o Flicker?

A administração das empresas por alguns anos ainda seguirá esse “novo” modelo que está sendo criado por Porter, mas não acredito que será ele quem dará o próximo salto evolutivo da economia/administração.

A economia se transformará quando um gênio, deixando de seguir a linha idealizada por Porter, criar um modelo de gestão tendo em vista os hábitos da geração que está surgindo.

O cliente chato

Definitivamente eu sou um cliente chato, cri-cri!

Fui fazer uma compra no Submarino, não consegui pagar com o Bradesco Fácil, mandei o e-mail abaixo pras duas empresas falando o que ocorreu, com um print screen da tela. Como sabia que iam demorar a descobrir o que era o problema, na sexta-feira troquei a forma de pagamento para Cartão de Crédito e na segunda feira recebi o produto.

Henrique, 01/12 09:21:

Estou tentando desde ontem mais ou menos às 23:30 a fazer um pagamento de um pedido utilizando o Pagamento Bradesco Fácil, mas está ocorrendo o erro da imagem em anexo.Tentei tanto no Firefox 2.0 quanto no IE 6 e IE 7, no Windows XP SP2 em Inglês e em Português.

A batata quente rolou em diversas mãos:

Bradesco, 4/12 09:38:

Informamos que estamos verificando, gentileza aguardar.

Bradesco, 4/12 13:18:

Para efetuar pesquisa no caso de compras no Comércio Eletrônico solicitamos os dados do cliente. Agencia e conta, valor da compra, para verificar o que houve na hora em que foi efetuado o pagamento.

Henrique, 4/12 14:36:
Informei os dados solicitados.

Bradesco, 5/12 09:00:

Informamos que estamos verificando, gentileza aguardar.

Submarino, 5/12 22:34:

Informamos que temos total interesse em atendê-lo, porém, nesta primeira oportunidade não pudemos localizar seu pedido em nossos sistemas, bem como não conseguimos entender sua real solicitação.Desta forma, pedimos gentilmente que retorne este e-mail, informando o número de seu pedido e CPF ou especifique suas dúvidas para que assim, possamos atender sua solicitação o mais breve possível.

Henrique, 5/12 22:47:

Eu liguei para o setor de cobrança e troquei a forma de pagamento para Cartão de Crédito, paguei e o produto chegou na segunda feira. O meu CPF é 123456789-00 e o número do pedido é 12345678.O setor de atendimento do Bradesco está verificando a causa do erro. Assim que tiverem um posicionamento eu lhes informo.

Submarino, 06/12 22:20:

Informo que verifiqyuei o numero de seu pedido 12345678 e esse já consta como entregue no dia 04/12.Referente a sua nova compra caso não seja possivel realizar nesse momento pelo bradesco facil o senhor pode ainda efetuar a compra com o pagamento em boleto bancario.

Bradesco, 11/12 13:37:

Não localizamos nas pesquisas das transações nas datas de 03/12/06 a 06/12/06 a tentativa de compra do senhor. Se continuar a não conseguir, solicitamos a nos enviar a tela que esta aparecendo.

Henrique, 11/12 13:40:

As tentativas eu fiz entre 30/11/2006 e 01/12/2006.

Bradesco, 12/12 09:35:

Informamos que estamos verificando, gentileza aguardar.

Bradesco, 13/12 12:57:

Esta tela é de erro da loja, estamos contatando a empresa para notificar, solicitamos tentar novamente e sempre verificar no saldo da conta corrente se o valor não ficará vinculado, se for com cartão de débito.

Acabei de enviar para o Submarino a resposta que o Bradesco deu…

A conclusão que eu cheguei é que o atendimento do Bradesco é extremamente desorganizado e lento, enquanto que o do Submarino é mais prático, mas não é rápido.

Firefox don’t fly

Ontem fiz minha primeira compra de passagem aérea. Vou para o Rio de Janeiro na sexta à noite, de ônibus, depois de fazer a prova de Gestão Estratégica do MBA e volto no domingo às 20:20, de avião, pela Gol. Será a formatura da Ananda em Direito, pela UFRJ!

No site da Gol usando o Firefox, após ficar vários minutos consultando horários, dias, preços, digitando nome dos passageiros e confirmando dados, a tela de pagamento simplesmente não funciona!

Que raiva eu passei, entrando no site na Ocean Air, não achando vôo para esse horário e tendo de abrir o IE para fazer a compra no site da Gol!!

Firefox, IE, Microsoft, padrões e Internet

Não sou um puritano que só usa o Firefox e faz o sinal da cruz antes de entrar no Internet Explorer, mas eu tenho uma sensação de segurança muito maior no Firefox, além de uma melhor experiência e facilidade de navegação neste browser.

Infelizmente a Microsoft, na sua megalomania, sempre fugiu de padrões de mercado, “inovando” na forma de desenvolver softwares, muitas vezes tornando-os incompatíveis com outros produtos. Esse é o caso do IE 5, IE 5.5 e em alguns casos do IE 6.

Sites que só funcionam no IE não são nada difíceis de se encontrar. Principalmente por causa das “ferramentas de produtividade” da Microsoft que os web developers têm acesso, que criam códigos muito bons para seus produtos, mas que estão fora dos padrões e recomendações da W3C. Mas também por conta de desenvolvedores que não entendem, não dão a mínima ou simplesmente não conhecem o mundo não-Microsoft, que tenta seguir uma série de padrões de interoperabilidade.

Os “bookmarks” viraram “favoritos”. O “JavaScript” virou “JScript”. O IE até interpreta páginas que têm ActiveX ou VBScript, que são produtos proprietários da Microsoft, de código fechado, que só funcionam no IE.

Felizmente parece que o Firefox e a comunidade open source conseguiram mudar um pouco o posicionamento da Microsoft. O AJAX, que a Microsoft tinha denominado ATLAS voltou a ser AJAX, o padrão do mercado. E o melhor: o IE 7 seguirá padrões do W3C.

Tenho muita confiança nessa tendência de seguir padrões, afinal, a Internet não é mais um grande conjunto de sites, acessados por pessoa isoladas, mas uma grande comunidade de pessoas interagindo entre si através de sites.

O ônibus espacial e a virada do ano

É difícil imaginar algum meio de transporte que envolva mais tecnologia que o ônibus espacial, aquele que voou pela primeira vez em 1981 e que até 2010 continuará indo para o espaço.

Mesmo assim, hoje saiu uma notícia no Yahoo que tem o seguinte parágrafo:

Shuttle computers are not designed to make the change from the 365th day of the old year to the first day of the new year while in flight. The space agency has figured out a solution for the New Year’s Day problem, but managers are reluctant to try it.

Ou seja, tecnologia de ponta, mas o computador pode não conseguir mudar a data de 31 de Dezembro de 2006 para 1º de Janeiro de 2007… então eles querem voltar para a Terra antes do ano novo!

%d blogueiros gostam disto: