Google Chrome – o browser da Google

Estou postando (e usando) pela primeira vez o Google Chrome, o inesperado(?) browser de código aberto desenvolvido pela Google e lançado mundialmente hoje (ontem, se for considerar que estou postando de madrugada).

A primeira impressão que tive foi: nossa, cadê o browser? A interface dele é extremamente limpa, sem a barra de status na parte inferior da tela com a qual estava tão acostumado… Quando está maximizado não tem borda e não fica nem com a barra superior padrão dos programas para Windows, só tem as abas e na linha de baixo o local pra digitar a URL, o restante todo da tela é para o site.

Alguns detalhes já me chamaram atenção e gostei bastante:

  • em formulários, o campo selecionado fica destacado
  • na barra de URL, o domínio e subdomínio ficam na cor preta e todo o restante da URL em cinza
  • não tem barra de status (vou demorar pra acostumar) mas quando passa o mouse em cima de um link ou uma página está carregando, no cando inferior esquerdo aparece o que apareceria na barra de status do Firefox ou do IE.
  • se um site que estiver nos favoritos for visitado, ele é marcado ao lado da barra de URL com uma estrela, como no GMail
  • o console de JavaScript é fantástico!
  • como no Firefox, ao entrar em uma página com segurança (https) a barra de URL fica com fundo amarelo e um cadeado aparece no canto direito
  • o “endereço”: view-source:http://holococos.sjdr.com.br/ ou qualquer outro URL, mostra o código fonte
  • o “endereço”: about:memory mostra diversas “informações para nerds” como eles mesmos apelidaram
  • dá para fechar todas as abas abertas por uma aba
  • já vem com um debugger de JavaScript
  • ele tem um próprio gerenciador de tarefas (basta apertar Shift+Esc) onde dá pra ver o consumo de memória, processador e rede de cada janela/plug-in e matar os processos como no Gerenciador de Tarefas do Windows.
  • para quem estava acostumado com o console de JavaScript do Firefox vai ficar de queixo caído com o console de JavaScript do Google Chrome. Já vem com um tipo de “DOM Inspector” que marca na página o elemento, mostra os estilos, mostra as “métricas” (graficamente mostra margin, border e padding de qualquer elemento)
  • esse console de javascript tem uma aba “Recursos” que lista todos os recursos que foram carregados pelo site e informações de todos eles.
  • tem um item de menu pra enviar pra equipe do Google Chrome erros que a gente encontre, podendo enviar o print screen da página automaticamente. Espero que as pessoas usem isso com responsabilidade, pois é uma excelente (e prática) maneira de tornar o browser melhor.
outros eu não gostei, mas deve ser por ser beta:
  • pelo scrool do TextPad do notebook a rolagem só funciona para baixo, para cima não (não sabia que utilizava isso tanto assim até não funcionar no Chrome)
  • o “bullet” (elemento “li” do HTML) não é redondo
  • o browser ficou bem instável quando tem um vídeo do YouTube na tela
  • quando usa o view-source: a aba fica sem título
  • não tem um “Master Password” como no Firefox, para definir uma senha master para deixar acessar as senhas armazenadas
  • a tecla “end” não leva o cursor para o fim da linha em uma caixa de texto se houve quebra de linha e ela continua na linha de baixo, mas leva o cursor para o início da linha de baixo
  • apertando-se a tecla “home” após apertar o “end” na situação acima, o cursor vai para o início da linha de cima
  • se der dois cliques em uma palavra, a palavra inteira mais o espaço após a palavra (se tiver) são selecionados, como no Firefox, Word, etc. Estando a palavra e o espaço selecionados dessa forma, apertando “Shift+[seta para esquerda]” não deseleciona o espaço, mas seleciona a letra que foi clicada duas vezes
Deixe um Comentário

9 Comentários.

  1. @Henrique
    Finalmente! Já estava com um pé atrás.

  2. Fernando, já atualizaram a EULA:

    11. Conteúdo licenciado por você

    11.1 Você mantém os direitos autorais e quaisquer outros direitos que já tenha sobre o conteúdo apresentado, publicado ou exibido nos ou através dos Serviços.

  3. O melhor é pode colocar os links para sites no desktop e abrir esses links já sem a barra de endereço, sem a barra de tabs e em tela cheia.

    Agora o GMail se tornou um aplicativo desktop 🙂

  4. Nos termos de uso do Chrome diz que ele pode e vai fazer atualizações automáticas.

    Espero em breve esse detalhe já estar resolvido pra eu poder usar ele o tempo todo, pois navegar sem poder rolar pra cima é terrível!

  5. Ah! sim… acho que é um exemplo de programa que usaria no lugar do default da microsoft. PARECE não afetar nem arriscar a estabilidade da máquina, ao contrário do desktop search…

  6. Ou o chrome não abre o Cinemark.com ou o cinemark.com não deixa ser aberto pelo chrome…

    no mais, é um browser legal, apesar do timeout parecer ser menor do que o do IE e quando uma figura não é carregada, aparece um ícone de link quebrado mas não a opção de recarregar apenas aquele link…

  7. Aqui também no meu notebook a barra de rolagem so funciona para baixo… impossivel viver sem isso

  8. Fernando, valeu pela dica!

    Eu vou esperar um pouco antes de voltar a utilizá-lo, pois achei muito erro, então sei que tem muito mais.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: