Tempo

Estou lendo o livro "O Ponto de Mutação" (1982), do Fritjof Capra. Ele começa falando de Yin e Yang e discute sobre a evolução da física e do pensamento humano em função da "invenção" da ciência.

Física quântica, teoria da relatividade e assuntos relacionados sempre foram aqueles temas que os professores de física falavam em duas aulas, em Dezembro (estudei em escola pública… quase sempre tinha greve), muito por alto. Eles abordavam meio que por desencargo de consciência, sabendo que ninguém entenderia nada e acharia um bicho de 7 cabeças.

Ainda estou no começo do livro, mas já elucidou muitas dúvidas e desconhecimentos que eu tinha sobre o assunto da física moderna.

Tenho, desde pequeno, a ideia de que quanto menor a matéria, mais rapidamente o tempo passa. Um átomo ou uma partícula subatômica, por serem infimamente pequenos, estaria em um tempo muito mais rápido que o nosso.

Nunca tinha ouvido falar de física das partículas (subatômicas), mas muito me interessou. Partículas subatômicas "se movem" a velocidades próximas às da luz e teorias dizem ainda que vão do passado para o futuro (pósitron) e do futuro para o passado (eletron).

A minha idéia é que se um corpo muito pequeno, um eletron por exemplo, tivesse massa e fosse um corpo esférico, como a Terra e houvesse na superfície desse eletron um outro corpo, milhões de vezes menor que o primeiro (assim como na Terra existe em sua superfície uma árvore, milhões de vezes menor que a Terra), esse segundo corpo perceberia o tempo em relação ao primeiro como a árvore que percebe o tempo passar na Terra. No entanto, para nós observando esse conjunto, um milissegundo (de nosso tempo) equivaleria a trilhões de anos (para o segundo corpo em relação ao primeiro).

Pretendo ler sobre física das partículas e física relativista para verificar se essas minhas ideias já tem alguma teoria ou hipótese formulada por outros cientistas. Se alguém souber de algo e puder me ajudar, ficaria grato.

PS: tem uma entrevista do Fritjof Capra no O Pasquim, em 2003, em que ele comenta a assessoria que fez para a Petrobrás.

Deixe um Comentário

1 Comentários.

  1. Eu ainda não li O Ponto de Mutação, mas já dois livros de Fritjof Capra: O Tao da Física e A Teia da Vida. Os dois são excelentes!!!

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: