Tava voltando de Barbacena, em uma van que eu e ma…

Tava voltando de Barbacena, em uma van que eu e mais 9 amigos Demolays alugamos pra ir na reunião dos Demolays de Barbacena. No primeiro banco estava o motorista e o Thiago, no próximo estava o Jonas Topêra e o Daniel, no outro estava o Alberto, o Rafael e eu, no banco de trás estava o Kléber no último tava o Cleiton, Marcinho e Jonas Coelho.

A gente tava fazendo mó zueira na van, mas depois começou a chover e paramos, pois o cara tava correndo pra caramba! A estrada tava cheia de buracos e constantemente o motorista fazia manobras radicais pra desviar deles.

Em um momento o cara jogou a van pra esquerda, eu instintivamente coloquei a mão direita no teto, a van começou a deslizar e a traseira dela foi indo pra frente, eu senti a van indo em direção ao acostamento esquerdo, a van já estava atravessada na pista quando a roda traseira entrou em um buraco e com o tranco a van começou a capotar pra direita. Nesse momento o Daniel, que era o único sem cinto, foi jogado pra direita, eu cravei meus dentes na cabeça dele e ele arrebentou o vidro da porta com as costas. Eu me sentia seguro com a mão me apoiando pra não cair, escuto o Rafael falando alguma coisa, sentia que a van ira capotar muito, as janelas da direita batem no chão e os vidros se quebram e começam a estilhaçar. O daniel cai outra vez nos vidros, a grama jogava estilhaços para cima enquando a van se arrastava por cima dela e finalmente pára.

Eu fico dependurado pelo cinto, com o Rafael e Alberto também dependurados, na mesma fileira que eu, no lado esquerdo. Olho pro Daniel, em pé em cima da porta, dentro da van e pergunto se ele está bem. Eu estava preso, o Rafael solta o cinto, o Alberto solta o cinto e cai em cima de mim. Eu vejo o Rafael saindo pela janela esquerda do fundo da van, escalando os bancos e escuto o Jonas falando pra pegar a chave pra abrir a porta traseira da van. Eu me sinto bem de estar vivo e os outros aparentemente também. Alguém abre a porta traseira, o Alberto sai e logo depois eu saio.

Fui o último a sair, já estão todos os 10 de fora da van, novamente pergunto ao Daniel se ele está bem e começo a tirar os tufos de cabelo que estava agarrados no meu aparelho. Todos estão bem, cai uma garoinha e a van está esticada no acostamento, paralela à estrada, com o lado direito no chão. Cuspo no chão e vejo a baba vermelha caindo, só aí percebo que tinha cortado os meus dois lábios. Não vejo o motorista e vou ver se ele está bem, ele já tinha saído da van e estava telefonando pra seguradoura. As costas do Daniel estava toda machucada da pancada no vidro da van e ele também cortou a mão. O Marcinho estava com a perna doendo e o Kleiton com o pescoço doendo. Foram os únicos danos que tivemos.

Thiago e Jonas Topêra vão pro alto dum morro pra ligar pros pais deles. Em nossa direção vem um caminhão de auto-socorro, ficamos impressionados com a velocidade, mas quando ele chega, vemos que ele já está com um carro batido. Marcinho e Daniel pegam carona pra SJdR em um corsa que passa. Um homem vindo de SJdR pára e nos empresta outro celular. O ônibus da Transur linha Juiz de Fora – São João del-Rei pára e Alberto e Kléber vão nele. Eu e o Cleiton pegamos carona com a mãe da Cristiane Lobão, que estudou comigo no Estadual e no 3º ano. Ficam lá os Jonas e Rafael e Thiago. Os pais do Thiago e Jonas/Rafael iria buscar eles.

Agora o Jonas Coelho acabou de me ligar, disse que só cortou o braço, que o Daniel está bem, só um pouco dolorido.

Deixe um Comentário

4 Comentários.

  1. OW kra…. vc tem algum contato com os demolay’s de barbacena?? Pois eu acho que vou mudar pra lá, e quero me transferir.
    ME add no msn [email protected]

    vlw flw

  2. Aventuras… isso depois que tudo passou e está todo mundo bem né?

  3. Emocionantez, não?? No meuz tempoz no capítulo não rolava essaz aventuraz!!

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: