Polêmica da vida

Já que o blog está polêmico, mais uma polêmica:

Se fisicamente nada impede uma pessoa de se matar (suicídio), porquê uma pessoa que está debilitada fisicamente e queira se matar não pode pedir ajuda para se matar (eutanásia)? Isso não seria discriminação contra portador de deficiência física? Não estaria indo contra os direitos de liberdade e livre arbítrio da pessoa que está querendo se matar?

Imagina a seguinte situação: um fazendeiro, já idoso, sofre um ataque cardíaco no campo e morre 5 minutos depois. Agora imagine essa situação: um fazendeiro, já idoso, sofre um ataque cardíaco na casa de sua filha, na cidade, é atendido por uma UTI móvel (ambulância) em 5 minutos, reanimado, mas fica em estado vegetativo. Porquê esse fazendeiro, pelo simples fato de ter a disposição tecnologia de ponta para manter seu cérebro funcionando, não pode morrer como qualquer outra pessoa desse mundo?

O que dá o direito ao ser humano de decidir se ainda não está na hora de outro ser humano morrer, mesmo que ele não tenha mais vida, no sentido amplo da palavra?

Porquê a morte é encarada como uma desgraça? Porquê não aceitar a morte natural?

Quando eu chegar no fim de minha vida quero ter uma morte natural. Detesto dentista, não gosto de me machucar, nunca operei, raramente fico doente, nunca tive dor de cabeça, nunca tive azia, má digestão, gastrite… Passar a vida inteira saudável, evitando sentir dor e nos momentos finais de vida sofrer num hospital porquê alguém que nunca te viu quer te manter clinicamente vivo, abrindo mão de bem estar e saúde é foda!

Mas como quero ter ainda décadas de vida, talvez mude de idéia até chegar o fim. E também quero deixar bem claro que sou contra o suicídio, mas a favor da morte natural se a manutenção da vida clínica tornar inviável o bem estar e saúde da pessoa.

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: