Ideologia de Vida

Não existe mais lugar seguro. Não existe mais segurança. A polícia, que deveria nos defender, em nada nos protege. Não existe mais liberdade em andar onde quiser e como quiser. Só existe medo.

Quando vim morar em São Paulo defini como meta não viver em casa recluso com medo da violência, mas aproveitar o que esta cidade tem de bom: bares, cinemas, shoppings, megastores, museus, exposições, lojas de qualquer coisa com preços acessíveis e a cidade 24 horas por dia funcionando. Venho vivendo assim desde quando vim para cá, mas mesmo assim a violência assusta um pouco. Dependendo do horário saio sem relógio, sem celular ou com o celular no modo vibratório, o bolso da carteira abotoado ou sem a carteira. Tomo as medidas cabíveis para não chamar atenção, ando atento, reparando nas pessoas e nos lugares… nada beirando a paranóia, mas de maneira precavida.

Nunca imaginei ser roubado em São Carlos, dentro da UFSCar, da maneira como fui. Podem achar que eu vacilei, que não devia ter saído com a câmera, que é perigoso, mas isso é contra a minha ideologia de vida. Da mesma maneira que não quero ficar preso dentro de minha casa em São Paulo não quero deixar de usar algo meu por medo de ser roubado.

Se eu não posso sair com meu celular, não posso andar a pé sozinho, não posso andar com uma câmera fotográfica, não posso andar com o meu cartão de banco, não posso usar um tênis confortável, não posso sair com meu palm, não posso sair com um óculos escuro, não posso estacionar meu carro na rua, não posso saír com dinheiro na carteira, algo está muito errado.

Eu posso aceitar tudo isso e viver em uma prisão ou posso dizer um “foda-se” bem grande e enfrentar tudo, sozinho. Não nasci para ser refém de mim mesmo, nasci para ser livre. A vida é muito curta para deixar de ser vivida. É muito mais cômodo e seguro aceitar essa imposição, mas eu prefiro viver. Sei que posso ser assaltado mais vezes, mas enquanto não tirarem minha vida, será só perda material, a vida continua com ou sem um relógio, um carro, algum dinheiro, um celular…

O pior de terem roubado minha câmera não é o fato de que gastei nela tudo o que juntei por um bom tempo, todo o meu 13º e todo o dinheiro que ganhei de meus tios, pai e avós de aniversário, nem a expectativa de 6 anos que eu tinha em ter uma e nem mesmo a frustração de ser roubado no dia seguinte ao tê-la comprado, mas o fato de saber que irei comprar outra… não sei quando, mas irei.

Deixe um Comentário

7 Comentários.

  1. Poow veey adoorei sua idelogia de vida ou convivencia comoo queiras.
    Apoio sua deciisão acho que algo tem que ser feiito urgente.
    Adorei a hora em que você diz: “Não existe mais lugar seguro. Não existe mais segurança. A polícia, que deveria nos defender, em nada nos protege. Não existe mais liberdade em andar onde quiser e como quiser. Só existe medo.”

    Pow você diisse tudo agora. ninguem faaz nada como quer , só como ouros querem, vivemos num mundo em que somos digamos que DOMINADOS por pessoas que nem tão aí pra o que fazemos, de quê vivemos nem nada, em quanto viveemos aí dependendo deles pra tudo.
    Vivemos num mundo que poderia ser tudo diferente do que é, de formais mais fáceis de vida
    poow é isso, vivemos nuim mundo de prisão, onde temos que ser prisioneiros, poiis se formos livres morremos, tirarão nossas vidas sem que possamos dizer apenas ” bom dia” ou até um “boa noite” seei laa … voocê vai enteender .
    é valeeu adooreii esse seu modo de pensar, não é muito diferente do que eu penso 😀

    • Olá Jeessica! É como a música do Rapa: “As grades do condomínio são pra trazer proteção, mas também trazem a dúvida se não é você que ta nessa prisão.”

      Se um dia tivermos a humanidade sem terrorismo, sem máfia, sem gangues, haverá o medo no seu lugar.

  2. muito legal o que escrevestes! é muito ruim viver assim tendo de se privar e de esconder seus bens preciosos para não perdê-los, mas é o jeito.

  3. Viva oo carpe diem parabéns tem q ter uma filosofia de vida que nem aa tua!!!

  4. Que merda, quem pediu tua opinião sobre minha opinião????

    Desculpe, não pude resistir 🙂

  5. Que merda, quem pediu tua opinião????

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: