Duna da Consciência

Depois de ficar maravilhado com Duna, meio frustrado com a chatisse da abordagem psicológica de O Messias de Duna (mas com um final genial), estou tremendamente envolvido no Os Filhos de Duna! Estou passando por uma transmutação de consciência. O livro te leva a considerar idéias nunca antes imaginadas… discute o tempo, o futuro, vidas passadas, evolução, sobrevivência, política, religião, lingüística, destino, traição, tecnologia e muito mais.

Apenas dois autores conseguiram criar um livro de ficção de científica falando de um futuro distante que depois de décadas continuou atual: Julio Verne, que não sei como conseguiu colocar em suas obras máquinas que não existiam na época e que no futuro foram criadas e Frank Herbert, que, com sua Jihad Butleriana, cortou o desenvolvimento tecnológico de maneira magistral!

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: