Deus no banco dos réus

Um preso romeno está processando Deus por falhar em salvá-lo do diabo. O prisioneiro, chamado Pavel M, segundo a imprensa local, acusa Deus de traição, abuso e tráfico de influência.

Segundo o site Ananova, o homem alega que o seu batismo é um contrato entre ele e Deus, que teria a obrigação de manter o Diabo longe, assim como os problemas.

A reclamação foi enviada para a Corte de Timisoara e encaminhada para o escritório do procurador. Entretanto, os procuradores já disseram que provavelmente o processo será arquivado e eles não tem como chamar Deus para depor.
(fonte: Terra via CrisDias)

Deixe um Comentário

2 Comentários.

  1. Claro que eles podem chamar Deus para depor. Ele é onipresente, oniciente e onipotente. Ele está em todos os lugares ao mesmo tempo. A não ser que pensemos na hipótese mais paupavel. ELE NÃO EXISTE.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: