Depois que a gente entra pra universidade começa a…

Depois que a gente entra pra universidade começa a ficar relaxado… Eu só bebia vinho antes de vir pra faculdade, hoje tomo vodka como se fosse água. Eu durmia às 9 da noite, hoje costumo durmir depois de 2 da madrugada. Eu ia em todas as aulas, hoje saí da aula de Computação Gráfica pra ir nadar numa cachoeira.

Mas essa fugidinha da aula foi por causa do calor. Tá um inferno essa cidade! Num é possível… o sol deve estar se aproximando de nós. Fui pra aula de manhã e já agüentava mais ficar na sala. Voltando pra faculdade a tarde no ônibus, sentado do lado que bate sol e tendo delírios… no ponto de ônibus eu já estava colado na geladeira do bar, vendo o -4.3 piscando e mesmo assim suava. Se a sala tivesse ventilador aconteceria aquela típica cena das pás rodando lentamente, o professor falando em câmera lenta palavras incompreensíveis e a sola do tênis grudando no chão.

Pior que o calor de hoje só o calor de domingo à tarde. A viagem foi outro Inferno. O ônibus estava tão abafado que com metade das janelas abertas ainda suávamos terrivelmente. Não adiantava tirar o tênis, as barras da calça ou a camisa! Tomei 1,5 litros d’água de SJdR até São Paulo. Felizmente em SP esperei o ônibus até São Carlos por míseros 5 minutos (na verdade gastei esse tempo pra sair do ônibus, subir até o guichê da Empresa Cruz, comprar a passagem e descer até a plataforma 21, onde o ônibus já estava parado). Mesmo assim o ar condicionado do ônibus não compensou o terrível, horripilante, tenebroso filme que eles passaram: “Black Belt Angels”. Se algum dia vc for em uma locadora e tiverem esse filme, aluga e grava o horário político por cima para evitar de pessoas desavisadas assistir a tal atrocidade à inteligência humana.

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: