Assunto do dia: Mescalina Antes de mais nada, gos…

Assunto do dia: Mescalina

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que: NUNCA USEI E NEM PRETENDO USAR SUBSTÂNCIAS ALUCINOGÊNEAS OU ENTORPECENTES. Só quis fazer essa pesquisa depois de ver no filme Medos e Delírios os caras usando e descobrir com alguns amigos da universidade que eles (os amigos da universidade) sabiam o que era mescalina e eu nunca tinha ouvido falar.

“Agindo sobre o cérebro, a dose de 200 a 500mg de mescalina pode produzir alucinações auditivas e visuais oníricas, com transformações dos sons em cores, e outros efeitos psicodélicos iguais aos provocados pela psilocobona ou pelo LSD, durando a “viagem” de 5 a 12 horas.”

Depois eu achei uma página que falava sobre vários cactos de onde são possíveis extrair mescalina.

Uma página com metodologia científica para produzir mescalina:

“A solution of 20 g 3,4,5-trimethoxybenzaldehyde, 40 mL nitromethane, and 20 mL cyclohexylamine in 200 mL of acetic acid was heated on the steam bath for 1 h…”

Tem até um domínio só pra mescalina… de onde eu tirei o seguinte trecho:

“Peyote (Lophophora Williamsii) is a spineless cactus with a long root. It grows in the southwesterm United States and Mexico. Its crown, or ‘button’, is used for psychedelic purposes. It is cut from the cactus and dried into a hard brown disc. The disc, sometimes referred to as a ‘mescal button’, contains a methoxylated amphetamine: mescaline (C11H17NO3) (3,4,5-trimethoxy-ß-phenethylamine)…”

Também achei uma citação sobre mescalina em uma página do Departamento de Química daqui da UFSCar.

No Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo eles falam sobre mescalina. Segundo eles “Não há desenvolvimento de tolerância, não induz à dependência e não ocorre síndrome de abstinência com o cessar do uso.”

Existe um site chamado Biokakus, com o apoio do Senai e Brigada Ambiental Militar – RS que que traz uma matéria sobre o cacto Peyote e a Mescalina. Foi onde eu achei o seguinte: “No Brasil, tanto o peiote quanto a mescalina têm o seu uso proibido (incluindo cultivo e comercialização da planta) através da portaria no 28, de 13 de novembro de 1986, da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária.”

Achei a portaria do governo que diz quais substâncias são de uso proibido (inclui a mescalina), as restritas a uso hospitalar e as que precisam de licença para importação para o Brasil.

Também achei uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária com as substâncias: Entorpecentes, Psicotrópicas, Psicotrópicas Anorexígenas, Sugeitas a controle especial, Retinóicas, Imunosupressoras (sei lá o que é isso), Anti-retrovirais, Anabolizantes, Precursoras de Entropercentes e/ou Psicotrópicos, de uso prescrito no Brasil; Insumos Químicos utilizados como precursores para fabricação e síntese de entorpecentes e/ou psicotrópicos e Plantas que podem originar Entropercentes e/ou Psicotrópicas.

Acho que já ta bom por aqui. Considero pesquisa realizada.

Deixe um Comentário

3 Comentários.

  1. fala, ricardo!
    vc poderia me informar como posso conseguir mescalina?
    [email protected]
    abraço

  2. Ricardo Augusto de Castro Araújo

    bixo, acho que vc deveria experimentar as seguintes substancias, de boa, na fé, eu até ajudo dando infos

    mescalina
    lsd
    maconha
    salvia

    =] abraço

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: