Assisti o Making Off do Gladiador. Num é que os ef…

Assisti o Making Off do Gladiador. Num é que os efeitos especiais são bem feitos mesmo? Todo aquele toque dark, aquela neblina durante a batalha, a escuridão da floresta… é tudo falso! Roma inteira é falsa. O que mais me impressionou foi que somente 1/3 do Colizeu foi construído, com 1/3 da altura e 1/6 do comprimento. Todo o resto foi acrescentado dinamicamente por computador!!!! Os caras se movendo dentro da arena e o computador gerando tudo tudo na hora, o fundo! Sem tela azul nem nada. Com uma tecnologia dessas, não existe mais limite, nem aquela frase: “o limite é sua imaginação” é válida pois um ser humano normal não consegue imaginar algo que um computador não possa criar. Sô fã do George Lucas. Foi ele quem deu o pontapé inicial para os efeitos especiais americanos e nisso eu tenho de adimitir, deixou os russos pra tráz e hoje em dia só concorre com o Canadá, que tem ótimas empresas de animação, mas como um todo, os americanos são os melhores.

No DVD do Os Bad Boys têm umas animações e entrevistas de como foram feitas as cenas. Tem muita coisa que os caras fazem muito bem… tem até especialista.

Especialista de pirotecnia de destruição de portas… especialista em pirotecnia de rifles…

Também passou no National Geographic um documentário do ataque japonês de Pearl Harbol, comparando com cenas do fime. Eu tinha pensado que os americanos tinham puxado sardinha o filme todo mas tinha umas partes que aconteceram mesmo. Como a do cozinheiro que usou a arma de artilharia (ele nunca tinha usado uma arma antes) e que não ganho medalha de herói pois era negro, ganhando somente uma medalha de honra. Dos militares americanos, antes da guerra somente 2% eram negros e desses 2% só 6 (seis pessoas) não trabalhavam em cargos inferiores, como camareiros ou ajudantes de cozinha ou coisa do gênero.

Um fato que não aconteceu é que nenhum americano, em momento algum chegou a pensar nem dizer que os japoneses iriam atacar Pearl Harbol… o máximo que eles conseguiram descriptografar e supor era que hostilidades japonesas estavam iminentes.


Durante o ataque, 12 aviões americanos conseguiram decolar, mas todos eles foram atingidos pelos próprios americanos, que ativaram (rifle, metralhadoras, pistolas, armas anti-aéreas, pedas) em todo objeto voador maior que um pássaro. Realmente, dos 350 aviões japoneses, somente 29 foram derrubados.

O comandante geral das forças do pacífico ficou sabendo, 2 dias antes, que poderia acontecer um ataque em algum lugar em alguns, dias, mas ele ignorou o fato.

Como no filme, realmente os aviões japoneses chegando foram detectados por radares americanos, mas eles ignoraram, pensando que fossem os bombardeiros americanos que chegariam esse dia.

18 meses depois os americanos realmente usaram os bombardeiros pra atacar o japão, só que ao invez do que mostrou o filme, quando chegaram na costa da china, eles teriam de percorrer mais 45km e tinham combustível pra mais 100km. No filme o combustível acaba na costa… A maioria dos pilotos pulou de paraquedas e alguns fizeram pouso forçado, 2 foram mortos pelos japoneses e 6 ficaram presos. No filme morre uma galera, além disso, um (americano) com pistola, matou uns 10 japoneses de rifle… sempre tem um rambo nos filmes de guerra americanos. A missão foi um fracasso pros EUA, pois perderam os 16 bombardeiros… Mas aumentou o ego deles. Trouxas.

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: