Abaixo uma conversa que eu tive com o Claus no dia…

Abaixo uma conversa que eu tive com o Claus no dia 13/14 do mês passado. É interessante por dois fatores. Primeiro porque demostra como a gente faz os trabalhos de maneira científica e organizada e segundo porque é de onde saiu minha idéia louca sobre criptografia em Xadrez.

HoloCoCos: vc foi na aula hoje??
Claus: uh, nao… a gente tem q fazer o trabalho de proj bd, né?
Claus: Eu tava falando com a fernanda sobre o q tinha q fazer…
HoloCoCos: é. temos sim. Podemos faer o sistema de cooperativa de supermercados, é só melhorar ele um pouco.
Claus: Blz… mas a gente nao pode pegar ele e aprimorar acho. Deveriamos supor q estamos fazendo do zero… cada um escolhe uma visao (sei la, um é cooperativa, outro fornecedor…) e depois juntamos.
HoloCoCos: a idéia é essa! Uma visão seria o controle da cooperativa a outra visão seria o controle de pagamento dos supermercados e cooperativas outro seria o controle de produtos e pedidos aos fornecedores.. algo assim.
Claus: Beleza… a gente podia já ver quem vai fazer o que, aí domingo a noite a gente junta.
HoloCoCos: Okay. Pra mim tá legal.
Claus: Qual voce quer fazer?
HoloCoCos: tanto faz…
Claus: Escolha um numero de 1 a 3.
HoloCoCos: vou embaralhar 3 moedas e vou escolher o número de sair virado para cima….
HoloCoCos: 1
Claus: blz, entao voce é controle da cooperativa. eu vou sortear um numero na calculadora.
Claus: 0.158…. e agora, o q eu faço com esse numero… ideia estupida essa minha.
Claus: cara = 2 coroa = 3
HoloCoCos: divide por 3.
Claus: 2
HoloCoCos: vc controla o pagamento então.
Claus: blz. precisa avisar o clovis…
Claus: amanha eu nao to aqui… avisa ele na federal.
HoloCoCos: certo. O que ele vai fazer, controle de pedidos?
Claus: é… qual a diferenca entre controle da cooperativa e controle de pedidos?
HoloCoCos: estava pensando isso aqui agora. Controle de pagamento é bem diferente do resto. Vc tem o trabalho aí? Eu acho que tenho, vou ver.
Claus: Se nao tiver, eu tenho.
HoloCoCos: o clóvis me mandou por e-mail. Eu vejo com ele outras duas visões que podemos tirar do sistema. Eu imprimo e levo, nao deve ser difícil. Nem que a gente tenha de colocar um “controle dos extintores de incêndio nas pilastras do canto” pra conseguir as visões.
Claus: hahahaha…. seria genial… e ver a cara dela vendo isso…
HoloCoCos: entidades: Cidade, Estado
Fornecedor (é da) -> Cidade (do) -> Estado
Claus: Fornecedor (possui) Nome Nome (possui) Apelido
HoloCoCos: fornecedor
__|_____
| |
vende revende
Claus: ahahaha…
Claus: desse jeito eu vou fazer cooperativa (recebe) pagamentos e depois fico criando entidades desse jeito até dar 7.
HoloCoCos: :))
a idéia é quase essa. Vc faz o básico, se faltar coloca mais uma!
Claus: só pra impressionar, vou deixar o meu com 30 entidades.
HoloCoCos: ou, boa eim? Gostei da idéia.
Claus: qdo juntar as 3, a gente vai ter q usar um plotter pra imprimir…
HoloCoCos: 🙂 Transparência pra quê?? A gente dependura o mer na parede e dá uma lupa pra cada aluno.
Claus: hahaha… e fala “existe uma entidade repetida. Quem achar, ganha um pirulito”…
HoloCoCos: ou: existe um renacionamento 15-nário que não é necessário, quem conseguir fazer as mudanças e torná-lo um simples 14-nário ganha um CD da Britney.
Claus: ou ainda: se consideramos cada entidade como uma estrela, nosso mer consegue representar todos os signos do zodiaco. Quem encontrar 5 deles nao vai precisar dizer em que época do ano q nosso mer se aproxima mais qdo comparado com a constelacao.
HoloCoCos: o nosso mer pode ser utilizado como um código para representar a disposição eletrônica do Rubídedo.
Claus: hahaha… a gente podia oferece-lo ao governo americano… eles iriam pagar uma grana…
HoloCoCos: true, true… “cada relacionamento, por exemplo, o relacionamento que leva filho do fornecedor a mercadoria vencida, passando pelos n*m*t*p relacionamentos, representa uma coordenada geográfica de um míssel atômico!”
HoloCoCos: dá pra fazer um sistema de criptografia baseado e caminhos por relacionamentos!
Claus: isso tá me cheirando o filme Mente Brilhante.
HoloCoCos: acabei de ter uma idéia no mínimo bizarra. Se eu tenho um programa em prolog que joga xadrez. E vc também tem um programa em prolog que também joga xadrez. Nossas implementações são diferentes, nem que só tenha um ! a menos, mas com certeza será diferente. Se nós fizermos uma simulação de jogo com o meu programa contra o seu, supondo que chegem a um resultado, sempre que repetirmos o primeiro movimento desse jogo, com o mesmo jogador, o resultado será o mesmo?
Claus: uh… nao sei… isso nao depende de quantas jogadas a frente voce analisa antes… se sempre forem todas as possibilidades… deve dar ‘velha’.
HoloCoCos: mas olha, o meu programa começa com o cavalo na posição tal. O seu programa analiza e joga e assim por diante. Se num outro jogo eu começar com o mesmo cavalo, vc vai analizar e fazer o mesmo jogo, pois os fatos são os mesmos! Então, todos os movimentos do nosso xadrez serão baseados no que a gente fez antes. O que vc acha?
Claus: Se o nosso programa estiver numa maquina capaz de analisar todas as possibilidades, um Deep Blue da vida, entao eu acho q os jogos serao sempre iguais.
HoloCoCos: então cria-se aí um sistema de criptografia, já que a partir do movimento inicial meu, chegaremos sempre a um mesmo resultado. Então tendo o caminho dos resultados, ou qualquer coisa assim, eu posso descriptografar a mensagem só se utilizar o seu programa e o meu programa! Eu coloco o movimento inicial no meu programa e o caminho é percorrido, podendo descriptografar a mensagem criptografada.
Claus: Legal… mas com um unico movimento, teoricamente, qq programa q calcule todos os possiveis resultados num jogo de xadrez pode descriptografar nossa mensagem.
HoloCoCos: sim. Se existe um programa que consiga calcular todos os possíveis movimentos, pq fizeram tanto auwê pro Big Blue?? E porquê ele perdeu?
Claus: na melhor de 3 ele ganhou. perdeu só uma.
HoloCoCos: ele perdeu. (ponto)
Claus: se ele perdeu foi pq o algoritmo era muito vagabundo… o do nosso programa nao.
HoloCoCos: o nosso programa não pode perder tempo pra ver se vai ganhar ou não, ele só tem de chegar ao final, sempre da mesma maneira. Não importa se perdeu, ganhou ou impatou, só importa o caminho.
Claus: mas ele só chega ao final sempre da mesma maneira calculando o melhor caminho possivel.
HoloCoCos: se ele for calcular sempre a melhor maneira possível, várias pessoas podem imitar o seu programa e a criptografia deixa de ser completa, ele tem de chegar ao final de maneira caótica, mas costante.
Claus: isto está ficando mais dificil do que eu pensava… a principio somente teriamos q fazer algo melhor d q o deep blue…
HoloCoCos: pra fins de criptografia, só precisamos chegar a um final, sempre da mesma maneira. E absolutamente mais nada. Vitóra, perda, empate, número de movimentos é insignificante!
Claus: voce está pensando no que, numa formula que calcule o proximo movimento?
HoloCoCos: só e somente só.
Claus: algo em mente?
HoloCoCos: prolog. simples e ‘fácil’ prolog.
Claus: é, super facil prolog.
HoloCoCos: é… sei.
Claus: espero q a gente ganhe muito dinheiro com isso, pq vai dar trabalho.
HoloCoCos: o xadrez?? tem um dr. em física quântica de floripa que também gostou da idéia.
Claus: é… tipo, vc pode desenvolver essa ideia ao longo de uns 30 anos. Qdo vc estiver pra se aposentar, apresenta e ganha fortunas.
HoloCoCos: não, eu apresento agora, escrevo um artigo pra uma revista meia boqueta, coloco no blog, uns pedaços por aqui, por alí e durante minha vida vou sempre falando mais ou menos nisso, apra quando eu estiver velho e alguém criar um bem melhor que o meu, eu dizer que a idéia foi minha!
Claus: Ah claro… fico até imaginando o julgamento. “Tragam a prova de numero 1: blog.”
HoloCoCos: 🙂
Deixe um Comentário

0 Comentários.

Não fique de fora, dê sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: