Arquivos de Categorias: São Paulo - Page 2

Curso Profissionalizante Gratuito

O Centro de Referência da Mulher, de São Paulo, na unidade central, está com vagas para diversos cursos profissionalizantes gratuitos, para mulheres acima de 18 anos:

  • Cabeleireira – 8 Vagas Manhã /5 Vagas Tarde
  • Manicure Básico- 5 Vagas
  • Manicure Aperfeiçoamento – 10 Vagas
  • Maquiagem –5 Vagas
  • Espanhol Básico – 8 Vagas
  • Espanhol Avançado – 10 Vagas
  • Inglês Básico – 20 Vagas
  • Scrapbook –6 Vagas
  • Fotografia-5 Vagas
  • Biojóias- 5 Vagas
  • Artesanato – 10 Vagas

Quem se interessar, entrar em contato com Centro de Referência da Mulher, na Rua 25 de Março, nº 205, Centro, São Paulo. Os telefones são (11) 3106-1100 e (11) 3208-6776.

iPhone 3G na TIM

Vi no site da TIM que o preço do iPhone 3G de 8GB é R$ 999,00 no plano TIM iPhone 150 e chegava a sair por 700 reais no plano mais caro. Me senti enganado pela TIM e reclamei no Reclame Aqui. A história é mais ou menos a seguinte:

O novo iPhone da Apple ainda está extremamente caro aqui no Brasil. Nos Estados Unidos custa até 200 dólares (aproximadamente 460 reais), por isso o iPhone Brasil não decola. No entanto o bom do iPhone Claro, iPhone Vivo (site tosco que não funciona no Firefox) e iPhone TIM (ainda não existe iPhone Oi) é que é um iPhone desbloqueado para a operadora. O desbloqueio de iPhone 3G (unlock) ainda não existe. Se desbloquear o iPhone 3G dá pra instalar aplicativos pro iPhone, sincronizar com o iTunes e rodar jogos pra iPhone. Até Skype iPhone grátis já existe. Agora saiu a versão do iPhone 2.2.1 que tem diversas melhorias e deixa mais complicado pra destravar.

Eu quero usar Internet 3G sem modem 3G e a promoção do iPhone 3G TIM me pareceu muito interessante. Outro benefício é o GPS do celular iPhone 3G, que funciona muito bem no trânsito de São Paulo. A tela sensível ao toque (touch screen), tocador de MP3 igual ao iPod e visualizador de vídeo tornam o iPhone 3.0 um aparelho bem completo.

Como já sou cliente TIM há mais de 6 anos, liguei no setor de fidelização para ver de quanto seria o desconto na compra do aparelho celular da Apple. Fiquei surpreso quando a atendente me informou que já que eu era cliente TIM há mais de 6 anos, o iPhone 2.0 sairia por R$ 1.950,00! Após eu pestanejar muito ela fez outra consulta no sistema e conseguiu melhorar o preço: só R$ 1.840,00 o custo do iPhone 3G! Ela ainda tentou me empurrar celulares HTC, Nokia, LG, Sony-Ericsson e Motorola e disse que as promoções eram diárias, pra eu ficar ligando todo dia pra ver se o preço do iPhone 3G na TIM estaria em promoção…

Liguei 5 vezes e em todas elas o iPhone 3G da TIM estava no mesmo preço: acima de 1.800 reais. Sem contar que por duas vezes o sistema estava inoperante e em outra depois de 48 minutos aguardando a atendente me disse que o sistema “tinha um pouco de lentidão” que era pra eu ligar mais tarde… dessa eu dei risada… a TIM precisa de 48 minutos de demora pra perceber que estão com lentidão… O bom é que recebi torpedos TIM com o número do protocolo em todos os atendimentos. Se precisar reclamar com a ouvidoria da TIM, Procon ou Anatel fica mais fácil.

No domingo tomei a iniciativa: fui em uma loja da Oi no shopping e pedi a portabiliade da linha telefônica. Mudei de operadora e mantive o número. Agora sou Oi! Tudo isso de graça!

O mais engraçado é que foi assinar o contrato que chegou um torpedo TIM pedindo pra eu ligar com urgência no *144. Claro que não liguei, se ainda fosse um torpedo Oi dizendo que meu acesso já estava liberado… ou um torpedo Claro com oferta melhor no iPhone 3G, ou um torpedo Vivo dizendo que o site deles agora funcionava no Firefox

Na segunda recebi uma ligação da TIM, antendi e, pasmem, ficou tocando a musiquinha! Eu ligar pra algum SAC e ouvir a música de espera até vai, mas receber uma ligação e já botarem a música sem nem dizer um “oi, bom dia” é forçar a amizade! Ainda fui paciente e fiquei escutando por uns 20 segundos antes de desligar…

Resumindo a história: liguei pela última vez na tim, caí direto no setor de portabilidade e confirmei o que queria. A atendente ainda tentou me vender um celular Apple iPhone 3G por R$ 1.800,00… mas eu não quis.

Nós estaremos no Tietê

Imagine pegar um avião no aeroporto de Congonhas, no “centro” de São Paulo e depois de 30 segundos de vôo o piloto ter de retornar para o aeroporto pois as duas turbinas pararam pois foram atingindas por urubus!

Imagine se ainda depois de mais 20 segundos o piloto diz que não vai conseguir pousar em Congonhas e perguntar pra torre de controle se pode pousar em Guarulhos…

E para piorar, mais 10 segundos depois ele dizer pros controladores de vôo “nós estaremos no Tietê” e fazer um pouso no meio das águas fétidas do rio Tietê, salvando as 155 pessoas a bordo!

Foi basicamente isso que o capitão Chesley “Sully” Sullenberger fez.  A diferença é que não foi em São Paulo, mas em Nova York, o aeroporto não era Congonhas e sim LaGuardia, a alternativa não era Cumbica e sim o Teterboro, os pássaros não eram urubus e ele não pousou no fétido rio Tietê, mas no gelado rio Hudson.

Claro, ele não disse “nós estaremos no Tietê” e sim “we’re gonna be in the Hudson“. Incrível!

Cadeirinha e cadeirão pra bicicleta

Cadeirão b'TwinMinha filha já tem 16 kilos, um a mais que a cadeirinha dela pra bike suporta. Desde outubro que não andávamos de bicicleta, então isso não era um problema, mas me empolguei novamente, verãozão pegando fogo e resolvi me movimentar.

Sábado passado fomos na bicicletaria Puoertolano, mas não tinha cadeirão pra bicicleta. Ontem peguei no site da Sundown o telefone de mais  duas bicicletarias da Zona Norte de São Paulo, liguei nelas e não também não tinham. Minha esposa deu a dica de uma bicicletaria na Av. Maria Cândida, liguei, disseram que tinha e pedalei até lá com minha filha, mas faltava a armação do cadeirão.

O jeito foi dar uma esticada na Decathlon do Center Norte. Comprei o bagajeiro b’Twin (R$ 80,00) que aguenta 25 kilos de carga e o porta-bebês b’Twin (R$ 200,00) que aguenta criança de até 22 kilos. Ambos utilizam o DMS (Decathlon Modular System) e se encaixam com facilidade.

Caro? Sim, muito. Eu queria algo mais barato, mas teria de comprar o bagajeiro e o cadeirão no mesmo lugar, pois o meu antigo bagajeiro aguentava apenas 10 kilos e não são todos os bagajeiros em emcaixam em qualquer bicicleta. O meu era daqueles que vai no canote do selim.

Hoje eu, minha esposa e nossa filha fomos no Parque da Juventude, antigo Carandiru e nos divertimos bastante. Foi a primeira vez que minha esposa usou a Caloi 100 Sport (não coloquei o link pois o site da Caloi não tá abrindo aqui no Firefox) dela e não poderia estar mais satisfeita. Aprovada! Pedalamos 26 km ontem e hoje!

Centro de São Paulo ilustrado

Uma das vantagens de se trabalhar no centro de São Paulo é encontrar tipos inusitados, como o mendigo da foto abaixo.

Mendigo em frente a perfumaria na Rua São Bento, no centro de São Paulo

Mendigo em frente a perfumaria na Rua São Bento, no centro de São Paulo - 23/11/2004

Uma das vantagens de se trabalhar no Sábado é ver campanhas publicitárias serem feitas:

Modelo sendo fotografado no centro de São Paulo - 08/02/2004

Modelo sendo fotografado na esquina da Av. São João com a Rua Líbero Badaró, no centro de São Paulo - 08/02/2004

Uma das desvantagens de se trabalhar no centro é que quando chove, ou usa-se um guarda-chuva grande ou se molha todo na hora de ir almoçar…

Guarda chuvas na entrada no restaurante La Bocca, na Rua São Bento - 19/07/2004

Guarda chuvas na entrada no restaurante La Bocca, na Rua São Bento - 19/07/2004

Ainda há a vantagem de poder ir na rua Santa Efigênia na hora do almoço, comprar eletrônicos ou artigos de informática.

Viaduto Santa Efigênia visto do restaurante Aroma & Sabor - 13/12/2004

Viaduto Santa Efigênia visto do restaurante Aroma & Sabor - 13/12/2004

Talvez pela idade avançada, o centro é danado pra ter incêndio! Eu mesmo já vi três: na R. Florêncio de Abreu, no Vale do Ahangabaú e na Rua Direita.

Incêndio na Rua Direita - 13/01/2005

Incêndio na Rua Direita - 13/01/2005

Também são inúmeros os artistas urbanos no centro de São Paulo: estátuas humanas, repentistas, violinistas, sanfoneiros, trupes, saxofonistas.

Estátuas humanas na praça Antônio Prado - 11/12/2003

Estátuas humanas na praça Antônio Prado - 11/12/2003

Outro grande inconveniente é a gritaria em frente às janelas do prédio onde trabalho quando tem manifestação. Acredito que a maioria passa pelo centro, ainda mais pelo fato da Febraban e da Prefeitura serem alí.

Professores em greve na R. Líbero Badaró - 26/03/2004

Professores em greve na R. Líbero Badaró - 26/03/2004

É legal ver os eventos que ocorrem no Centro, como o Ouro Olímpico, que são as barrinhas de ouro que a BM&F Bovespa dá para medalhistas e recordistas olímpicos.

Seleção Brasileira de Futebol ganhando barrinhas de ouro - 10/09/2004

Seleção Brasileira de Futebol ganhando barrinhas de ouro em frente à BM&F, na Praça Antônio Prado - 10/09/2004

No Vale do Anhangabaú acontecem diversos eventos, como formatura de policiais, entrega de viaturas, ambulâncias, shows, peças de circo, feirinhas e dá pra assistir de camarote, dependendo de onde for o palco.

Copa do Mundo de Futebol no Vale de Anhangabaú - 22/06/2006

Copa do Mundo de Futebol no Vale de Anhangabaú - 22/06/2006

Ahh, também tem diversos restaurantes bons no Centro, fora que o Mercadão Municipal é logo alí.

Placa do restaurante Jacob, na Rua Direita, onde tem dança do ventre na hora do almoço - 04/06/2004

Placa do restaurante Jacob, na Rua Direita, onde tem dança do ventre na hora do almoço - 04/06/2004

No entanto, o que eu acho mais legal de trabalhar no centro de São Paulo é a beleza dos prédios, a exuberância da selva de pedra, mas isso fica pra outro post.

Avenidas 23 de Maio e 9 de Julho após o Ahangabaú - 11/12/2004

Avenidas 23 de Maio e 9 de Julho após o Ahangabaú - 11/12/2004

Todas as fotos são de minha autoria, tiradas nesses quase 6 anos morando em São Paulo e trabalhando no Centro.

Troque o caminhão pela bicicleta

No sábado passado fui na Zona Cerealista (lá nos entornos do Treme-Treme e da Av. Santa Rosa, perto do Mercadão Municipal, Rua Mercúrio e R. da Cantareira).

O que mais marcou não foi o preço baixo que paguei na granola, nos cookies, nas frutas secas (amêndoas, castanhas do pará, castanha de caju, passas), no doce de leite com nozes, na geléia de mocotó e em diversos outros produtos:

Produtos que compramos na Santa Rosa

Produtos que compramos na Santa Rosa

O que mais marcou foi um camarada que estava de bicicleta, carregando uma folha de compensado na cabeça! Eu estava dirigindo e não consegui tirar a foto direito… uma pena.

O cabra macho está carregando uma folha de compensado na cabeça e andando de bicicleta

O cabra macho está carregando uma folha de compensado na cabeça e andando de bicicleta

Vidro temperado na área de serviço

Eu moro em um prédio bem antigo e a área de serviço é até que grande, comparada com as minúsculas dos apartamentos novos.

Ela só tem um problema: não é fechada. Quando chove molha o chão e se for chuva de vento molha até o que está na bancada, a pia, a máquina de lavar, as roupas secando no varal… A “janela” tem grade de ferro e uma telha plástica no canto pra não molhar a estante com os produtos de limpeza, mas só protege essa parte.

Janela na Área de Serviço

Quero aproveitar que ainda não chegou a época das chuvas para fechar a área de serviço com vidro. Pensei em um janelão de vidro temperado, com folhas de correr e basculante em cima, pra entrar ar quando o tempo estiver chuvoso. Descobri que também existe vidro laminado (aquele que quando quebra não estilhaça, como de pára-brisa de carro), mas deve ser mais caro. O vidro blindado então, nem se fala, nem vou cotar.

Como sou um computeiro que gosta de usar a Internet para achar o melhor preço tanto de produtos quanto de serviços, eu pesquisei no Guia Mais pelas palavras “vidro temperado” e “fechamento de área” para a cidade de São Paulo – SP, que retornou 111 resultados na primeira categoria e 65 na segunda.

Mandei um e-mail para todos os que tinham e-mail (126 no total)!

O motivo desse meu post não foi para falar disso, foi para reclamar do GuiaMais:

  • eu só posso ver 10 lojas por página, não tem como selecionar quantos resultados mostrar por página
  • é necessário selecionar loja por loja antes de “Enviar para impressão”, não tem um botão “Selecionar todas”
  • a página que se abre ao clicar em “Enviar para impressão” não tem o menu do browser (Arquivo, Editar, Exibir, etc.) então não tem como ir em “Visualizar impressão” para ver como é que vai ficar a impressão antes de imprimir
  • essa mesma página é apenas a lista de lojas, com a mesma formatação, mas sem os menus lateral, superior e inferior. Eu não cheguei imprimir, mas devem caber só umas 5 lojas por folha. Puxa vida, poderia formatar melhor essa lista, pra otimizar o espaço no papel e também deixar em preto e branco. Quem é que quer imprimir uma lista de lojas com um fundo alaranjado e salmão, com o logotipo da loja e até com os links de “envie um e-mail”, “ligue grátis”, “saiba mais”, “como chegar” e “veja mais” (sem as URLs, só essas palavras sublinhadas)?
  • tem lojas que se repetem na lista
  • a lista de lojas não tem ordenação nenhuma
  • Como só 10 lojas são exibidas, sem ordenação nenhuma, podendo se repetir e a funcionalidade de “Enviar para impressão” só tira o menu lateral, superior e inferior, essa é uma funcionalidade bem inútil
  • se eu escolho pra ordenar alfabeticamente, só aparecem 10% das lojas
  • pra enviar e-mail pro lojista tem que, para cada lojista, clicar em um link, que abre uma nova janela, onde digita-se nome, e-mail, mensagem e uma confirmação visual
  • tem de digitar nome e e-mail toda vez, há 10 anos sites bem mais simples já conseguem guardar essa informação para facilitar a vida do visitante
  • na mensagem só dá pra digitar 400 caracteres e não dá pra anexar imagem
  • mesmo informando que a cidade era “São Paulo” e o estado “SP” tinha lojas da grande São Paulo (Guarulhos, São Bernardo do Campo, Santo André, São Caetano, Osasco), do interior de São Paulo (Ribeirão Preto, que me lembro) e até do estado do Rio de Janeiro (Niterói e outras que não me recordo)
  • Não tem como filtrar a pesquisa, escolhendo pra trazer só os que tenham e-mail, por exemplo
  • Não tem como mandar o mesmo e-mail para mais de um lojista por vez
  • Quando marca a opção “Enviar cópia para meu e-mail” os e-mails demoram quase meia hora pra começar a chegar. Eu achei que não tinha funcionado!
  • As seções são categorizadas hierarquicamente, então “Vidro Temperado” está em baixo de “Janelas, Portas, Portões,Telhados e Vidros” e “Fechamento de Área” está em baixo de “Aquecimento e Ventilação (Equipamentos e Serviços)“. A tendência hoje em dia é categorizar por “tags”, permitindo que uma seção seja “descentente” de mais de uma.
  • Não é possível fazer a procura por mais de uma seção, como era meu desejo, tive de procurar em “Vidro Temperado” e em “Fechamento de Área” separadamente, sendo que algumas lojas estavam nas duas seções e acabei enviando e-mail mais de uma vez

A funcionalidade do Guia Mais que eu mais gostei foi a possibilidade de entrar no guia de ruas (muito bom, por sinal), colocar o endereço onde moro e digitar o que estou procurando, só que mesmo nele existem dois grandes problemas que inviabilizam a tarefa de fazer orçamento por e-mail:

  • não tem como ver a lista de detalhes das lojas como na procura principal do Guia Mais. O guia de ruas só mostra a localização das lojas no mapa e uma lista com os nomes das lojas no canto esquerdo da tela
  • quando se clica no nome da loja (tanto faz se na lista de lojas ou no mapa) abre-se uma telinha que só tem o telefone, não tem como enviar e-mail por lá

Enviei essas reclamações/sugestões para o Serviço de Atendimento do Consumidor do Guia Mais. Pelo menos para o SAC o contato não precisa ser feito por formulário.

Pipas no Parque

Lavínia soltando pipa no Parque da JuventudeNo domingo fui de bicicleta com minha filha no Parque da Juventude, antiga Casa de Detenção Carandiru e estava tendo um campeonato de pipas, promovido pela Eletropaulo.

Enquanto ela pintava, eu fiz uma pipa com folha de seda rosa pra ela (igual à ensinada nesse site) e depois fomos empinar. Fazia tanto tempo que eu não soltava pipa e ainda mais tempo que eu não fazia uma!

Ela adorou, até tirei a foto ao lado, dela soltando pipa e filmei um pouquinho. Foi uma pena que nos deram pouca linha, pois ela ficou baixinha.

Nesse fim de semana provavelmente iremos soltar pipa de novo em algum parque de São Paulo. Dessa vez vou comprar um carretel de linha pra que ela possa voar bem alto!

Quem quiser soltar, esse site ensina como fazer pipa. Tem vários modelos, inclusive aqueles que são vendidos na praia.

Aproveitando, não sei quais eram os tipos de pipas no livro ou no filme O Caçador de Pipas (The Kite Runner), do Khaled Hosseini, se alguém souber pode deixar um comentário? Vou ver se alugo o DVD quando for lançado.

Saudosismo e desabafo

Meu blog tem quase 2.100 posts e quase 8 anos de existência. Tive ele durante quase todo meu período de faculdade, quando blog ainda era desconhecido da massa. Quando começei a postar não dava para colocar título nos posts e nem categorizá-los.

Agora estou aos poucos definindo títulos paras páginas antigas e categorizando os que estão sem categoria. É um trabalho que vai longe… bem demorado e cansativo… mas o pior de tudo é o saudosismo que bate!

Dá uma saudade da faculdade, dos amigos, das festas, das aulas, dos trabalhos, dos estudos, das farras, da república, de São Carlos…

Ahhh como a vida é curta e passa rápida demais!

Eu sou um maldido workaholic em uma maldita metrópole longe de meus pais, longe de meus irmãos, longe de meus amigos, distante de meus amigos de faculdade! Distante de meu sonho utópico de utilizar a computação para transformar o mundo em um lugar melhor.

O que eu fiz da minha vida desde que saí da faculdade, desconsiderando-se a felicidade diária que é minha filha? Trabalhei… ganhei dinheiro… fiz dois raftings… fui em alguns casamentos… algumas festas de aniversário… financiei um apartamento… fiz um MBA… trabalhei mais… e mais… e mais…

O que houve com as saídas com os amigos, as idas em bares, os banhos de cachoeira, as conversas jogadas fora, as discussões filosóficas, os jogos, as brincadeiras? Que saudade eu tenho dos fins se semana em que ia para São João del-Rei e jogava Imagem & Ação enquanto tomava vinho com meus amigos!

Na minha primeira entrevista de estágio, em uma empresa de São Carlos, o dono da empresa me perguntou: “o que você quer estar fazendo daqui a 10 anos?” e eu não soube responder. Agora estou pronto para responder essa questão.

Sol, árvores e um parque

No caminho de casa ao metrô existe uma escola estadual com uma vasta área verde.

Dependendo do horário que passo por alí é possível ver o sol entrando por entre as folhas das árvores e iluminando o parquinho das crianças.

É como se Deus estivesse iluminando essas pequenas almas no seu despertar matinal…

Sol entrando por entre as folhas das árvores do parque

Festas e passeio de bicicleta no dia do meio ambiente

Passeio de bicicleta com criança na cadeirinhaEsse fim de semana foi beeeem corrido. Teve um aniversário vegetariano na sexta-feira, uma feijoada no sábado e uma bicicletada no domingo.

O passeio de bicicleta foi bem legal. Eu com a Lavínia na minha bicicleta e a Marcela na dela, fomos até o metrô e de lá até o metrô Praça da Árvore, onde encontramos o Thomás e a Érica e fomos todos para a Praça das Bicicletas.

O passeio do CAB devia ter mais de 500 bicicletas e foi muito tranqüilo, bem devagar, saindo do Parque das Bicicletas, indo até a Decatlon Morumbi e voltando para o Parque das Bicicletas, onde teve sorteio de brindes, mas eu não ganhei nada…

O total do dia foram 2 horas, 31 minutos e 17 segundos de pedaladas, cobrindo 25,89km a uma média de apenas 10,2km/h, bem família!

Trajeto trabalho-casa de bicicleta

Ontem foi o primeiro e hoje foi o segundo dia que fui e voltei pro trabalho de bicicleta.

Ontem voltei pela ponte Cruzeiro do Sul, subi a Zuquim até a Álvaro de Abreu e desci a Pedro Madureira até chegar no metrô Jardim São Paulo, na Av. Leôncio de Magalhães.

Hoje o Danilo deu a dica de ir pela ponte da Bandeira, me explicou direitinho mas eu fiz uma cagada enorme!

Peguei a Eduardo Chaves, virei na Guaporé, segui pela Tiradentes e atravessei no meio dos carros engarrafados, fui seguindo pela rua e depois de uns metros percebi que a ponte não subia nunca… Então vi uma placa “Ponte Cruzeiro do Sul”, então percebi que eu estava na pista expressa da Marginal Tietê!!!!! Terminei de passar em baixo da ponte Cruzeiro do Sul, peguei a bike, pulei o guard rail, atravessei o canteiro, pulei o outro guard rail e, aproveitando o trânsito parado, atravessei a pista local da Marginal Tietê empurrando a bike… ufa!

Depois fiz o caminho normalmente, indo pela Ataliba Leonel, Luiz Dumond Vilares e subindo ao lado do Parque Domingues Luiz até o metrô Jardim São Paulo.

Amanhã vou tentar um caminho mais eficiente… e vou tomar cuidado pra não entrar na Marginal 🙂

Associação das Donas de Casa de São Paulo

Tenho um amigo que mora em Belo Horizonte e sempre que ele precisa fazer algo no apartamento (chamar encanador, eletricista, pedreiro, pintor, etc.) ele pega indicação de um profissional na Associação das Donas de Casa.

Ela indica um profissional cadastrado, que é fiscalizado, monitorado e se alguém reclamar do serviço, vai um engenheiro no local pra ver se procede.

A associação te dá o telefone do profissional qualificado que vai na sua residência, faz um orçamento sem compromisso por escrito e você só tem de pagar o valor da condução (ônibus, metrô, trem). Dependendo do serviço eles já fazem ou agendam a data, se você concordar.

A associação liga depois que o serviço foi feito, perguntando o que achou, tem todo um acompanhamento pra só terem profissionais de confiança lá. Em São Paulo é o seguinte:

Associação das Donas de Casa de São Paulo
Rua Almirante Noronha, 183 – Jardim São Paulo
02043-060 – São Paulo – São Paulo – Brasil
Telefone: (11) 298-0053

Empréstimo pessoal é aqui

Panfletos de Empréstimo PessoalTrabalho no centro velho de São Paulo e o que tem de financeira de crédito pessoal pra pessoa física na rua São Bento e imediações não é brincadeira!

Tem de tudo: financeiras de empréstimo pessoal de banco (Caixa Econômica Federal, BMG, Bradesco, Ibis, BV, Itaú, BVA, Nossa Caixa, PanAmericano, ABN Real), as tradicionais (Cacique, Losango, Finasa, Fininvest, Taí) e até as de lojas (Extra, Magazine Luiza, Ponto Frio, Americanas).

O mais incrível é que oferecem dinheiro fácil sem consulta ao SPC ou SERASA, para quem tem restrição, sem burocracia, sem comprovação de renda, sem avalista e em cheque! Só faltava fazerem no carnê…

Sem contar que tem contrato de empréstimo pessoal específico para aposentado e pensionista do INSS, autônomo, militar das forças armadas, servidor público com ou sem margem consignável, servidor público federal consignado em folha de pagamento ou assalariado. Também tem refinanciamento de carro ou veículos pesados, antecipação de 13º salário ou adiantamento de restituição de imposto de renda, cartão de crédito, desconto de cheque, financiamento de material de construção.

Não cheguei a ver taxa de juros ou fazer simulação, pois acho simulador pela Internet muito mais prático de simular prazos e parcelas. Mesmo com as facilidades da cotação online, segue a lista com telefones e endereços que peguei nos panfletos que me entregaram:

  • Crefisa Crédito Pessoal – Rua São Bento, 319 – (11) 3104-3239 ou 4004-4001
  • Fininvest – Rua São Bento, 520 – (11) 3737-1750 ou 4004-3003 ou 0800-727-3003
  • PanAmericano – Rua São Bento, 272 – (11) 2192-6050 ou 0800-707-8686
  • Banco BMG – Rua São Bento, 300 – (11) 3242-5708 – Paula ou 0800-704-1294
  • GE Money – Rua São Bento, 402/6 – (11) 3107-2333 – Sandra ou 0800-722-4343
  • Cacique – Rua São Bento, 341 – (11) 3111-4555 – Clodoaldo ou 0800-775-2300
  • Taií Financeira (Banco Itaú) – 4004-9999 ou 0800-726-9999
  • BV Financeira (Banco Votorantim) – 0800-777-2828
  • Finasa (Banco Bradesco) – (11) 3106-0707 – Julio ou 4004-4433 ou 0800-722-4433
  • ASB Financeira – (11) 5213-1322 ou 0800-979-0220
  • Losango (Banco HSBC) – Rua São Bento, 260 – (11) 3107-0410 ou 4004-4252 ou 0800-721-4252
  • Banco BGN – 4004-5280 ou 0800-701-5280
  • Citibank – Rua São Bento, 56
  • Americanas Taií – Rua São Bento, 293 – (11) 3107-0628 ou 4004-3737 ou 0800-722-3737

Confira algumas taxas que achei nos sites:

Também encontrei alguns simuladores:

Rádio Táxi

Em duas oportunidades que minha irmã veio a negócio do Rio de Janeiro para São Paulo ela conseguiu um tempinho para me visitar e nas duas vezes procurei para ela um ponto de táxi em São Paulo que aceitasse o cartão de crédito American Express.

Na primeira vez ela pegou um táxi do Morumbi para o centro, um trajeto que deveria demorar 40 minutos mas levou 2 horas, custou o dobro (isso porque não era bandeira 2, era bandeira 1) , o taxista se perdeu duas vezes no centro e ainda tive de sair da rua Líbero Badaró e ir para o Largo São Francisco encontrar minha irmã pois o taxista não sabia como chegar na Líbero!!! Logicamente nem me recordo mais o nome ou telefone da cooperativa de táxi que fez essa corrida…

Rádio Táxi Vermelho e BrancoNa segunda vez a corrida era do Jardim São Paulo para o hotel em Moema e a empresa escolhida foi a Rádio Táxi Vermelho e Branco, que faço questão de divulgar (esse blog não é só reclamação). Eles ligaram para informar que o táxi chegaria em 10 minutos e passados alguns segundos ligaram novamente para informar que o táxi não chegaria nesse tempo, mas em 8 minutos! Nunca vi uma empresa ligar para dizer que não se atrasariam e ainda diminuir o prazo… Além de atenderem 24 horas (antes de ligar para eles liguei para o ponto de táxi do Metrô Jardim São Paulo e ninguém atendeu), passam o cartão de crédito direto no veículo, sem precisar ficar anotando todos os dados do cartão (o que é uma tremenda falta de segurança).

Segundo o site deles:

Somos uma cooperativa de trabalho de motoristas autônomos de Rádio Táxi Especial do Estado de São Paulo atuantes deste 16 de janeiro de 1975, sendo a empresa pioneira na América Latina e até hoje a maior em número de cooperados, sendo 625 motoristas profissionais altamente qualificados e criteriosamente selecionados e treinados, alguns ainda bilíngües e trilingües que fornecem a maior segurança na prestação dos serviços para qualquer ponto do Brasil.

Dos serviços, tem dois que achei bem interessantes:

  • serviços de informações (bares, restaurantes, hotéis, teatros, eventos, trânsito,etc.)
  • sightseeing – faça um passeio pelos principais pontos da cidade com quem conhece.

o primeiro quero ver como funciona e o segundo não deve ser pro meu bolso, mas não custa nada averiguar.

Para tornar o post ainda mais útil, três links que eu acho indispensáveis para quem quer ir de um ponto a outro de São Paulo:

  • SPTransSPTrans – Itinerários: uma página que já foi tosquíssima hoje é bacaníssima, a melhor página de itinerário de transporte público que eu já vi, se você mora em São Paulo, precisa conhecer. Basta informar local de origem e destino (o tipo de local pode ser uma infinidade de coisas além de endereço, de nome de escola a cartório de registro) e outras informações opcionais (o máximo a andar à pé, se vai usar Metrô e/ou CPTM, se é pra priorizar tempo e/ou custo) que ele traz o trajeto dizendo quanto andar à pé até o primeiro ponto/estação/terminal, que ônibus/metrô/trem pegar, onde descer, onde trocar de condução, quanto tempo dura cada uma e mais uma infinidade de informações e opções.
  • MaplinkMaplink – Rotas Ponto a Ponto: digite o endereço de origem e destino (se for algum metrô digite apenas “metrô” e escolha da lista que vai aparecer) que ele te diz como chegar de carro (vias principais ou mais rápido), à pé ou de bicicleta e ainda informa quanto custaria a corrida de táxi.
  • Google MapsGoogle Maps – Como Chegar: na minha opinião, o melhor mapa de São Paulo, para não dizer do Brasil inteiro. Digite o ponto de origem e destino que ele te diz como chegar de carro (coloque São Paulo – Miami e veja o passo 36). Ainda tem alguns bugs com mãos de direção e nem sempre faz o melhor trajeto.
%d blogueiros gostam disto: