Arquivos de Categorias: Religião

A religião é o ópio do povo

Karl Marx foi um cara sabido, que em 1843 escreveu um texto entitulado Kritik des hegelschen Staatsrecchts (Crítica da Filosofia do Direito de Hegel) onde tornou popular o pensamento de que Die Religion… Sie ist das Opium des Volkes (A religião é o ópio do povo).

É este o fundamento da crítica irreligiosa: o homem faz a religião, a religião não faz o homem. E a religião é de fato a autoconsciência e o sentimento de si do homem, que ou não se encontrou ainda ou voltou a se perder. Mas o Homem não é um ser abstrato, acocorado fora do mundo. O homem é o mundo do homem, o Estado, a sociedade. Este Estado e esta sociedade produzem a religião, uma consciência invertida do mundo, porque eles são um mundo invertido. A religião é a teoria geral deste mundo, o seu resumo enciclopédico, a sua lógica em forma popular, o seu point d’honneur espiritualista, o seu entusiasmo, a sua sanção moral, o seu complemento solene, a sua base geral de consolação e de justificação. É a realização fantástica da essência humana, porque a essência humana não possui verdadeira realidade. Por conseguinte, a luta contra a religião é, indiretamente, a luta contra aquele mundo cujo aroma espiritual é a religião.

A miséria religiosa constitui ao mesmo tempo a expressão da miséria real e o protesto contra a miséria real. A religião é o suspiro da criatura oprimida, o ânimo de um mundo sem coração e a alma de situações sem alma. A religião é o ópio do povo.

A abolição da religião enquanto felicidade ilusória dos homens é a exigência da sua felicidade real. O apelo para que abandonem as ilusões a respeito da sua condição é o apelo para abandonarem uma condição que precisa de ilusões. A crítica da religião é, pois, o germe da crítica do vale de lágrimas, do qual a religião é a auréola.

A crítica arrancou as flores imaginárias dos grilhões, não para que o homem os suporte sem fantasias ou consolo, mas para que lance fora os grilhões e a flor viva brote. A crítica da religião liberta o homem da ilusão, de modo que pense, atue e configure a sua realidade como homem que perdeu as ilusões e reconquistou a razão, a fim de que ele gire em torno de si mesmo e, assim, em volta do seu verdadeiro sol. A religião é apenas o sol ilusório que gira em volta do homem enquanto ele não circula em tomo de si mesmo.

Conseqüentemente, a tarefa da história, depois que o outro mundo da verdade se desvaneceu, é estabelecer a verdade deste mundo. A tarefa inmediatada da filosofia, que está a serviço da história, é desmascarar a auto-alienação humana nas suas formas não sagradas, agora que ela foi desmascarada na sua forma sagrada. A crítica do céu transforma-se deste modo em crítica da terra, a crítica da religião em crítica do direito, e a crítica da teologia em crítica da política.

Interessante ponto de vista.

Jesus deu a sua vida por muitos

Hoje recebi uma carta, escrita à mão, com uma letra muito bonita, com o seguinte texto:

Prezado Sr. Henrique,

Nos tempos atuais, a criminalidade e a violência fizeram com que cada vez mais famílias buscassem a segurança morando em condomínios. Desta forma o contato pessoal tornou-se cada vez mais difícil.

Por esta razão tomei a liberdade em escrever para lhe fazer um convite “Especial” onde se estende aos seus familiares e amigos.

O convite em anexo destaca o tema do discurso, o local, data e horário. O título “Jesus deu a sua vida por muitos”, onde iremos obter respostas para as perguntas:

  • Por que ele precisou fazer isso?
  • O que você deve fazer para ser beneficiado?

Será um prazer receber a sua visita, de seus familiares e amigos.

Sem mais,

Atenciosamente,

Elisangela Oliveira

É de um capricho que eu não conseguiria ter nem se fosse escrever uma carta para minha própria mãe!

Além da minha carta, na caixa de correio do condomínio ainda constavam mais uns 10 envelopes da mesma rementente, ou seja, ela deve ter gasto um tempo enorme fazendo essa propaganda.

Sou de origem católica, mas acho que a maioria das religiões cristãs modernas colocam um peso danado nas costas da personalidade de Jesus, atribuindo-lhe tarefas que, na minha opinião, não fazem sentido.

No entanto fiquei sensibilizado pela perceverança da Elisangela, de escrever manualmente com tanta dedicação inúmeras cartas para defender sua crença.

Se alguém quiser ir, é o seguinte: Terça-Feira, 30 de Março de 2010, às 19h na R. Conselheiro Saraiva, 744, Santana, São Paulo, SP

O convite ainda conta ainda com o seguinte texto:

Jesus Cristo disse a seus seguidores que veio à Terra, não “para que se lhe ministrasse, mas para ministrar e dar a sua alma como resgate em troca de muitos”. (Mateus 20:28) Voluntariamente ele deu a sua vida a favor de outros.

Como Jesus forneceu um resgate por meio de sua morte? Por que isso foi necessário? A favor de quem ele deu a sua vida? E o que a morte de Jesus significa para você?

Todos os anos, as Testemunhas de Jeová comemoram a morte de Cristo na data em que ela ocorreu. Este ano, será na terça-feira, 30 de março, após o pôr do sol.

As Testemunhas de Jeová cordialmente o convidam a se reunir com elas para examinar o significado da morte de Jesus. Serão consideradas respostas bíblicas às perguntas acima.

Ateus e Deus

O Alexandre Maron escreveu sobre os comentários na Revista Época sobre a matéria que diz que pais ateus querem educação atéia para seus filhos. As pessoas que comentaram primeiro acharam uma grande “bobagem” não acreditar em Deus e depois acharam um “absurdo” negar esse conhecimento aos filhos…

Na época da faculdade eu (agnóstico) e Carlos (ateu) tivemos uma grande discussão com o Franssatto (católico) sobre religiões. Ele acreditava no cacolicismo e apenas no catolicismo, negando todas as outras religiões. O Carlos achava que “religião é o ópio da sociedade” e eu achava que todas as religiões estavam corretas em suas crenças, desde que aceitassem a existência de outras religiões, também corretas, mesmo que antagônicas.

Lembro-me que em sua campanha eleitoral Bush apoiou-se em Deus e defendeu ferrenhamente a religião e seu ensino. Foi na época do boom da cientologia (a religião de John Travolta e Tom Cruise). Devo admitir que fiquei com medo do retorno da idade das trevas, como é conhecida a Europa medieval na idade média.

Falando sobre política, um grupo de 6 pessoas criou o Sciende Debate 2008, que juntou 38.000 cientistas, fizeram 3.400 perguntas sobre ciência e inovação e escolheram 14 para os candidados a presidente dos Estados Unidos responderem. Barack Obama já respondeu e vale a lida.

Pra animar, segundo o QuarkBase meu blog é o 6.323º mais visto do Brasil e recebe 0,0006% das visitas da Internet!

Santos brasileiros

Bacana o “resumo” que o Mr. Manson fez sobre o processo de canonização de santos pela Igreja Católica (aka Vaticano).

Governo Religioso

Os faraós egípios coexistiram com os romanos do império romano e com os gregos clássicos, bem como dinastias chinesas e vários outros impérios.

Foi um período de grandes descobertas da humanidade. A besta e a polvora pelos chineses, as tubulações de cobre dos egípcios, os banhos dos romanos, os teatros e tratados filosóficos pelos gregos…

Infelizmente na Europa tudo isso sucumbiu aos governos religiosos fundamentalistas, que transformou o período medieval em uma época triste pra humanidade. Perdas de liberdades individuais, cegueira religiosa, inquisição…

Felizmente com o renascimento isso começou a mudar, chegando ao mundo ocidental em que vivemos hoje.

É com tristeza que vejo o oriente médio passando pelos mesmos dilemas da época da Europa medieval, com o diferencial que hoje existem armas de destruição em massa!

Visita do Papa Bento XVI a São Paulo – Mapa

O Kenji está criando um mapa com informações sobre a visita do Papa ao Brasil, utilizando a API do Google Maps e eu criei um mapa utilizando o MyMaps do Google Maps + dr2ooo, que é bem mais prático. O mapa que eu crei é esse:

É só clicar nos marcadores para ver a legenda. A região em vermelho é a área que será bloqueada pelo exército, a região verde são os bolsões de táxi e as linhas azuis são os trajetos do papamóvel.

Esquema Especial do Metrô durante a visita do Papa Bento XVI

O Metrô de São Paulo, empresa vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, terá esquema especial de funcionamento entre os dias 9 e 11 de maio, durante a estada do Papa Bento XVI na capital paulista.O Metrô contará com reforço do quadro de pessoal nas estações e oferta máxima de trens nas linhas 1-Azul (Jabaquara – Tucuruvi), 2-Verde (Imigrantes – Vila Madalena), 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera – Palmeiras/Barra Funda) e 5-Lilás (Capão Redondo – Largo Treze) nos horários que antecederão e sucederão os dois eventos de maior participação da população: o Encontro com os Jovens, no estádio do Pacaembu, na tarde do dia 10, e a Missa no Campo de Marte, prevista para a manhã (9h30) do dia 11.

A oferta máxima do Metrô nos horários de maior movimento é de 42 trens na Linha 1-Azul; 14 na Linha 2-Verde; 42 na Linha 3-Vermelha e 4 na Linha 5-Lilás. O intervalo entre trens é de 109 segundos na Linha 1, 149 segundos na Linha 2, 101 segundos na Linha 3 e 381 segundos na Linha 5.

Dia 9, quarta-feira

Após desembarcar em Cumbica, o Papa Bento XVI deverá, por volta das 18h30, fazer o trajeto do Campo de Marte (na zona Norte) até o Mosteiro de São Bento, no centro da cidade, com o papamóvel.

Por volta das 19h00, está previsto uma aparição rápida da sua Santidade na sacada do Mosteiro. A expectativa é que a partir de então o Largo São Bento e as ruas do entorno do Mosteiro sejam ocupadas por um grande público de fiéis até o dia da partida do Santo Padre.

Com o objetivo de atender as pessoas que estarão se deslocando até o Largo São Bento, o Metrô manterá a oferta máxima de trens na Linha 1-Azul e nas linhas 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás nos períodos da tarde e noite.

Por questões de segurança, as três escadas do acesso central ao boulevard do Largo São Bento serão fechados ao público. Todos os demais acessos da estação São Bento (rua São Bento, rua Boa Vista, Ladeira Porto Geral e Anhangabaú) permanecerão abertos.

Dia 10, quinta feira

À tarde, por volta das 17 horas, sua Santidade deixará o Mosteiro de São Bento para o Encontro com os Jovens no estádio do Pacaembu.

O Encontro tem início previsto para às 19 horas e a expectativa é que reúna cerca de 100 mil pessoas no interior do estádio e na praça Charles Miller. O encerramento se dará por volta das 20 horas.

Devido sua localização, o evento no estádio do Pacaembu terá impactos significativos na demanda das linhas 3-Vermelha e 2-Verde, especialmente nas estações Marechal Deodoro e Palmeiras/Barra Funda, da Linha 3; e Clínicas, da Linha 2, que contarão com reforço no seu quadro de pessoal.

Visando oferecer melhor serviço às pessoas que estarão participando do encontro no estádio do Pacaembu, o Metrô manterá a oferta máxima de trens nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás na ida e também na volta do evento.

Dia 11, sexta-feira

Às 9h30, o Papa irá celebrar uma missa na pista principal do Aeroporto do Campo de Marte, na zona Norte. O ato ecumênico deverá atrair cerca de 1 milhão de pessoas.

Para melhor atender o público, o Metrô manterá a operação comercial ininterrupta do dia 10 para o dia 11 nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás. Toda a frota de trens do Metrô estará disponível para transportar o público que irá assistir a Missa no Campo de Marte.

Faixas fixadas nos principais cruzamentos da cidade e folhetos distribuídos nos pedágios das rodovias próximas da capital orientarão os motoristas a deixarem os seus veículos nos bolsões de estacionamento e seguirem de Metrô até o local da missa. O acesso ao Campo de Marte pode ser feito pelas estações Tietê, Carandiru e Santana.

Essas três estações merecerão atenção especial do Metrô e contarão com reforço no quadro de pessoal das áreas de atendimento direto ao público, como bilheterias e segurança.

A missa no Campo de Marte tem término previsto para às 11 horas.

Com o objetivo de minimizar a concentração do público na saída da missa, os organizadores do evento programaram a apresentação de conjuntos musicais até às 14 horas.

Na volta da Missa, o Metrô também atenderá com reforço da frota de trens em todas as linhas, principalmente na 1-Azul. Além disso, manterá trens reservas posicionados em pontos estratégicos do sistema.

Por volta das 15h45, o Papa deixará o Mosteiro de São Bento e de papamóvel se deslocará até a Catedral da Sé. Lá, o Pontífice fará a abertura do Encontro com Bispos do Brasil.

A partir das 15 até às 18 horas, o acesso Sul da estação Sé (escadas fixas) será fechado ao público. Os demais acessos da estação Sé, Norte (relógio) e o Anita Garibaldi (Bombeiros) permanecerão abertos.

O Papa deixará a Catedral da Sé por volta das 17 horas e de papamóvel seguirá até o Campo de Marte de onde viajará para a cidade de Aparecida do Norte, no Vale do Paraíba.

Fonte: Site do Metrô

Santuário de Aparecida está

Faltam apenas quatro casos confirmados de dengue para Aparecida (167 km de SP) viver uma epidemia. A cidade, que receberá o papa Bento 16 e espera mais de 500 mil visitantes na semana que vem, já tem 104 confirmações da doença neste ano.

Segundo o Ministério da Saúde, é classificado como epidemia quando há a partir de 300 casos de uma doença para cada 100 mil habitantes. Como Aparecida tem 36 mil moradores, chegaria a um índice epidêmico com 108 infectados.

Os quatros casos podem já ter ocorrido e ainda não terem sido notificados. Segundo a Vigilância Epidemiológica, as confirmações de dengue no município demoraram, porque os médicos não estavam acostumados com a doença.

O santuário conheceu a dengue em 2004, quando teve 11 casos autóctones (contraídos no município) e 11 importados. Em 2005 e 2006, a doença não fez vítimas, mas, no último mês, a média foi de 18 casos por semana. Para acabar com o problema, 200 policiais e 50 agentes de saúde fizeram o combate a criadouros.

Nesta semana, a Secretaria de Saúde do Estado mandou para lá a Tropa de Elite, 60 profissionais que fazem o combate casa a casa.

Fonte: Folha de São Paulo

CPTM funcionará 24 horas durante visita do Papa

A CPTM (Companhia Paulistana de Trens Metropolitanos) vai operar ininterruptamente, na madrugada de sexta-feira [11/05]. O objetivo é atender a população que se deslocará ao Campo de Marte, local onde o Papa Bento XVI rezará missa às 9 horas, para um público estimado em mais de 1 milhão de pessoas.

Dia 10/05 [véspera] – A mobilização da empresa começa já no dia anterior, a quinta-feira [10/05, véspera da missa no Campo de Marte]. Prevendo grande movimentação de pessoas em função de um encontro do Pontífice com grupos de jovens, no Estádio do Pacaembu, com término previsto para às 20 horas, a CPTM estenderá os intervalos de pico entre trens até as 21 horas.

Dia 11/05 [madrugada] – Os trens da companhia operarão 24 horas ininterruptas do dia 10 para 11, em todas as seis linhas do sistema: A [Luz-Francisco Morato], B [Julio Prestes-Itapevi], C [Osasco-Jurubatuba], D [Luz-Rio Grande da Serra], E [Luz-Estudantes] e F [Brás-Calmon Viana]. As composições circularão a cada 1 hora ou 30 minutos [meia hora], conforme a demanda, entre meia noite e 4 horas da manhã, quando começa a operação comercial. Para tanto, a CPTM readequará o seu plano de manutenção, intensificada normalmente durante as madrugadas.

Também a segurança do sistema será reforçada, por um contingente de 20% a mais de agentes, cerca de 260 homens. A exemplo dos esquemas realizados nos dias dos clássicos de futebol, para evitar brigas entre torcidas, as folgas dos funcionários da área estarão canceladas com esta finalidade.

Dia 11/05 [durante o dia] – Mesmo sendo ponto facultativo no município de São Paulo, a CPTM manterá a operação normal durante toda a sexta-feira, em vista do Dia das Mães, no domingo [13/05]. Além de atender outros 21 municípios, estas oportunidades atraem número extra de usuários para as compras, principalmente em pontos como o Brás e a região da Estação da Luz, onde se localiza a rua José Paulino.
Fonte: Site CPTM

Visita do Papa Bento XVI a São Paulo – 3ª feira

O alvoroço aqui no Centro de São Paulo está bem elevado.

Terminaram de instalar o toldo na entrada da Igreja de São Bento, estão instalando um vidro blindado na sacada do mosteiro e chegaram no Largo do Mosteiro São Bento 3 grandes geradores de energia. Tem muita gente olhando ou tirando foto. No ex-terreno baldio agora tem duas cabines da polícia militar.

Nas lojas da região o exército afixou folhas de “aviso à população” informando que parcialmente, as ruas Líbero Badaró, Florêncio de Abreu, São Bento, Boa Vista, viaduto Santa Efigênia e Largo São Bento serão interditados para trânsito de automóveis e pedestres. Infelizmente a câmera do meu celular é tão ruim que nem deu pra ler nada na foto que tirei.

Coloquei em um mapa as regiões que estarão bloqueadas (em vermelho).

Rumores dizem que atiradores de elite estarão no alto dos prédios e 150 mil pessoas na redondeza estão previstas para amanhã.

Links sobre a visita do Papa Bento XVI ao Brasil

Existem alguns sites/portais dedicados à visita do sumo pontífice ao Brasil, com itinerários, agenda e cobertura online:

Visita do Papa – Cobertura do Vardump

O Kenji criou um site para acompanhar a visita do papa Bento XVI ao Brasil. É o “Visita do Papa Bento XVI“.

Visita do Papa Bento XVI a São Paulo – 2ª feira

O alvoroço para a vista do Papa Bento XVI a São Paulo hoje está grande, principalmente ao redor do Mosteiro de São Bento.

As reformas na praça da estação São Bento do metrô foram concluídas. Ficou bem legal, com muitas plantas onde antes era só concreto. É realmente incrível o que dinheiro e interesse podem fazer com um lugar. O terreno baldio na esquina das ruas Líbero Badaró, São Bento e Boa Vista também foi mexido e finalmente perdeu o tapume, recebeu uma cerca padrão do metrô, plantas e calçamento. A pintura do artista Maurício Nogueira Lima na lateral do Edifício Capemi, que dá para esse ex-terreno baldio, também foi retocada.

Também estão pintando os muros do Colégio de São Bento e colocando uma estrutura metálica na entrada na Igreja de São Bento.

Já tem dois furgões da Rede Globo estacionados na praça, daqueles com a antena.

Visita do Papa Bento XVI a São Paulo

O Papa Bento XVI, chefe-de-estado do Vaticano e sumo pontífice da Igreja Católica Apostólica Romana ficará em São Paulo do dia 9 ao dia 12 de maio. Ele se “hospedará” em uma suíte da clausura do Mosteiro de São Bento, bem no centro da metrópole.

Será uma oportunidade única para fotografar o centro de São Paulo com tão ilustre visitante e os mais diversos personagens brasileiros: devotos, polícia federal, monges, religiosos, políticos, curiosos…

População, Guerra, Suicidas e Terrorismo

Segundo o CIA World Factbook, o Brasil tem a 5ª maior população do mundo (188.078.227), atrás apenas da China (1.313.973.713), Índia (1.095.351.995 ), Estados Unidos da América (298.444.215) e Indonésia (245.452.739) – estimativas de Julho.

Para quem teve aulas efetivas de geografia do colégio, isso não é novidade. Eu estava procurando estimativa populacional do Iraque antes e depois da guerra para ver se houve redução significativa da população. Infelizmente não achei dados da população em anos anteriores, apenas a estimativa de Julho de 2006.

Eu queria verificar a hipótese de que quanto mais arriscado for viver em uma região, mais comumente pessoas se suicidariam em ataques terroristas. Isso para a religião muçulmana, onde o suícidio “religioso” não é condenado, sendo até recomendado pelos radicais.

Seria semelhante à sensação que tenho de que pequenos marginais vivendo em favelas violentas têm menos apego à vida e praticam ações mais arriscadas, como assalto a mão armada e crimes violentos, que aqueles que vivem em favelas não violentas.

Não sou economista, sociologista, antropologista ou cientista político, então definitivamente esse nunca será o tema de uma possível tese de mestrado ou doutorado, apesar de achar que existe um pingo de verdade nessas duas hipóteses.

Livros sobre o Iraque no Submarino.

%d blogueiros gostam disto: