Arquivos de Categorias: Computação - Page 2

Cursos de Especialização em Computação

Repassando a mensagem que recebi da lista de ex-alunos da UFSCar:

A Universidade Federal de São Carlos está oferecendo novas turmas para os Cursos de Pós-Graduação “Lato-Sensu” em Computação, indicado a profissionais de mercado da área de suporte que sejam portadores de diploma de curso superior.

Para esse ano (2011) estaremos oferecendo uma nova turma para o curso de especialização em REDES DE COMPUTADORES e uma nova turma para o curso de DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA WEB.

As aulas serão realizadas as sextas feiras a noite e aos sábados pela manhã, de acordo com o calendário letivo, no Departamento de Computação da Universidade Federal de São Carlos, sito a Rodovia Washington Luiz, km 235 em São Carlos-SP.

O Curso estará sendo oferecido para um número máximo de 40 alunos.

Além dos objetivos de capacitação técnica dos profissionais, são também objetivos deste Projeto de Extensão o estabelecimento de um fórum para a interação do grupo de profissionais com problemas semelhantes, que é o caso dos técnicos de redes/suporte e os técnicos em desenvolvimento de software.

As inscrições para os cursos de pós-graduação lato sensu em computação podem ser feitas pessoalmente na Secretaria de Extensão no Departamento de Computação da UFSCar ou submetidas de forma eletrônica pelo site do Curso. Vale observar que devem observar a data limite, que é o dia 04 de dezembro de 2010.

Coloco-me a disposição de V.Sa. para maiores esclarecimentos, sendo que informações adicionais podem ser obtidas em http://latosensu.dc.ufscar.br ou por envio de mensagem a [email protected] ou ainda pelos telefones: Secretaria de Extensão (16) 3351-9494 (das 14h as 18h – de segunda a quinta e das 14h as 23h as sextas e das 8h as 12h aos sábados, com Bruna) ou então pela Secretaria de Pós-Graduação (16) 3351- 8233 (das 8h as 12h e das 14h as 18h, de segunda a sexta, com Cristina)

Prof. Dr. Sergio Donizetti Zorzo
(telefone 16-3351-8610)
UFSCar

Organização de Contatos

Meu pai tem 10 irmãos, todos ainda vivos e morando em Minas Gerais. A maioria em Conselheiro Lafaiete, mas alguns em Belo Horizonte, Catas Altas da Noruega e Piranga.

Apenas um dos irmãos tem e-mail, mas nem por isso eles deixam de se organizar e se reunem, pelo menos duas vezes por ano, na “fazenda” que era do meu avô. Meu pai tem em um pedaço de papel que carrega na carteira a data de nascimento e telefone de cada um deles, sempre ligando para desejar feliz aniversário, tanto aos irmãos quanto aos cunhados/cunhadas, sobrinhos, primos…

Irmãos em frente à Fazenda

Irmãos em frente à Fazenda

Essas reuniões são legais. Eles colocam as novidades em dia, contam causos do passado e vão integrando os filhos, netos e bisnetos à essa sadia tradição de família.

Aos meus 28 anos faço parte da denominada geração Y. Começamos a usar computador quando a Internet estava começando a surgir no Brasil. Uma geração intermediária entre todas as “pré-Internet” e as atuais, “pós-Internet”.

Não sei se todos nós dessa geração temos essa dificuldade ou se sou apenas eu, de organizar os contatos. Majoritariamente eu falo com eles por e-mail e telefone, mas eles estão em diversos lugares diferentes:

  • Lista de contatos do Celular (telefone)
  • Lista de contatos do GMail (e-mail)
  • Lista de folowing do Twitter (twitter)
  • Lista de contatos do Outlook (e-mail profissional)
  • Lista de amigos no Orkut (e-mail, telefone, aniversário, dados pessoais, etc.)
  • Lista de amigos no Facebook (e-mail, telefone, aniversário, dados pessoais, etc.)
  • Lista de contatos no LinkedIn (e-mail, empresa, dados profissionais)
  • Lista de contatos no Skype (telefone, e-mail, aniversário)
  • Lista de contatos no MSN/Live! (e-mail)
  • Lista de contatos em Grupos de Discussão (e-mail)
  • Lista de rostos no Picasa (e-mail)

São inúmeras redes diferentes, algumas vezes com diferentes e-mails para as mesmas pessoas. Se somar isso tudo devem chegar a uns 4.000 contatos, sendo que se agrupar por pessoas, sem repetir, chega-se a umas 800 pessoas. Acabo me comunicando com apenas umas 20…

Eu gostaria de ter uma única lista de pessoas, em um único lugar, onde fosse possível, de forma bem prática, incluir os diferentes e-mails, perfis em comunidades, telefones, dias de aniversário… Gostaria de sincronizar isso com meu celular, minha lista de contatos no GMail, os rostos das pessoas no Picasa, achar essas pessoas nas comunidades em que faço parte, sem ficar duplicando pessoas.

Tive essa dificuldade agora. Através do Picasa coloquei nome nos rostos das pessoas que estão nas fotos que tirei na época da faculdade e nas que tirei no meu último trabalho. Depois convidei todos que foram identificados para acessarem os álbuns com as fotos em que cada um está. O problema é que eu usei como base o e-mail que está no GMail. Para algumas pessoas eu não tinha e-mail, para outras tinha e-mail desatualizado… Então eu não convidei a “pessoa”, mas um “e-mail da pessoa” que eu achava que era o principal.

Assisti há um tempo uma apresentação do Paul Adams, “Senior User Experience Researcher” do Google, que falava de diversos níveis de “intimidade” entre os contatos, que eu concordo plenamente. Seria muito interessante se surgisse alguma iniciativa com essa abordagem, para organizar os contatos em “pessoas” e não em e-mails, telefones, nicknames, perfis…

Eu até já tentei utilizar dois softwares que tentam organizar os contatos, mas não conseguem: Gist e Etacts. Acho que o problema nesse caso é eles importam a lista de contatos do Gmail e lá tem muito e-mail que não é contato, apenas enviamos algum e-mail pedindo orçamento de alguma coisa, confirmando pagamento de algum produto do Mercado Livre, informando que mandou um e-mail por engano, sem contatar os vários endereços e-mails de uma mesma pessoa…

Se você informatizar uma bagunça, só vai ter uma bagunça mais rápida.” – Professor do Zé Paulo

Como instalar o Windows XP em HD SATA sem disquete

Meu cunhado tem um computador Athlon XP 64 3200+ com HD SATA e 512MB de RAM. O melhor sistema operacional Microsoft nesta máquina é o Windows XP, pois o Windows 7 não roda com essa quantidade de memória.

Acontece que o Windows parou de funcionar e ele precisa formatar o HD pra instalar o Windows de novo, só que o CD de instalação do Windows, mesmo o do Windows XP Professional com Service Pack 3 (SP3), não detecta o HD dele, que é SATA. A seguinte mensagem de erro é apresentada:

O programa de instalação não encontrou uma unidade de disco rígido instalada no computador.

Certifique-se de que as unidades de disco rígido estão ligadas e conectadas corretamente ao computador e de que todas as configurações de hardware relacionadas ao disco estão corretas. Isto pode envolver a execução do programa de diagnóstico fornecido pelo fabricante ou do programa de configuração.

A instalação não pode prosseguir. Pressione F3 para sair.

A placa mãe é uma Asus A8V. Entrei no site da Asus e baixei o driver SATA (VIA VT6420 (VT8237) SATA RAID Driver Package Version 2.20D WHQL) que vem com um aplicativo chamado MakeDisk.exe que gera um disquete com os drivers SATA para usar na instalação do Windows XP, só que o computador de meu cunhado não tem drive de disquete…

Uma solução simples é criar um disco de instalação do Windows XP já com o driver SATA embutido, vou descrever abaixo como fazer isso.

  1. Baixe e instale o programa gratuito nLite
  2. Baixe os drivers SATA da sua placa mãe
  3. Abra o nLite
  4. Ele irá perguntar onde estão os arquivos de instalação do Windows. Coloque o CD original do Windows XP no drive de CD e escolha este local.
  5. Depois ele irá perguntar para onde vai copiar os arquivos de instalação. Crie uma nova pasta no HD e selecione-a. O nLite começará a copiar os arquivos para lá. Ocupa aproximadamente 600MB.
  6. Quando acabar ele vai mostrar algumas informações sobre o Windows copiado. Clique “Próximo” duas vezes até chegar em uma tela de “Seleção de Tarefas” (Integrar, Remover, Instalação e Criar).
  7. Na tarefa de Integração clique em “Integração de Drivers” e depois em “Próximo”. Na tela que vai aparecer clique em “Inserir” e “Somente um drive” ou “Pasta com vários drivers”. Selecione a pasta com os drivers. No meu caso estava em “VIARAID\DriverDisk\SATA\Winxp”.
  8. Se a pasta tiver mais de um driver, selecione o driver correspondente na tela seguinte.
  9. Clique “Próximo”, aceite a permissão para começar o processo de integração. Quando terminar clique “Próximo” e depois “Fechar”.
  10. Com a integração realizada, agora é só gravar a instalação em um CD. O próprio nLite faz isso. Abra de novo o nLite. Clique “Próximo”, a pasta onde os arquivos foram copiados estará selecionada, clique “Próximo” mais duas vezes até chegar na tela de “Modificações”. Marque a opção “Última sessão” e vá novamente em “Próximo”.
  11. Ele irá para a tela de “Seleção de Tarefas”, selecione “Criar imagem de iso auto executável” e clique em “Próximo”.
  12. Agora você pode escolher “Criar Imagem” para gerar um arquivo ISO e gravar com seu programa favorito de gravação de CDs (Nero, EasyCDBurner, CDBurnerXP, etc.) ou selecionar “Gravação direta” e gravar diretamente no CD. Eu escolhi a opção de “Criar Imagem”. Então é só clicar no botão “Criar iso” e escolher a pasta de gravação.

Revelação de Foto com Legenda

Herdei de minha mãe a paixão pelas fotos, mas faltou a disciplina para anotar o local e data das fotos, como ela pacientemente faz. Meu avô chegava até a anotar os nomes de todas as pessoas que estavam em cada uma delas!

Foto de meu avô com comentários

Foto de meu avô com comentários

Minha primeira câmera fotográfica já foi uma máquina digital, então tiro muito mais fotos que minha mãe tirava quando eu era criança, claro. Havia tanto o limite de 36 poses por filme quanto o custo da revelação e do filme que eram bem altos!

Uma das grandes vantagens da câmera digital em relação à câmera analógica é que a digital grava a data e hora em que cada foto foi tirada. Não aquela gravação física, na própria foto, como algumas câmeras de filme mais caras faziam, mas uma gravação nas informações de metadados do arquivo JPEG, o famoso Exif.

Foto de câmera analógica com data

Foto de câmera analógica com data fixa

Diferentemente das anotações que minha mãe fazia à lápis no verso das fotos, hoje eu uso o Picasa para organizar minhas fotos, colocando comentários, os locais onde as fotos foram tiradas e até os nomes em cada rosto.

Foto no Picasa, com comentário e local onde foi tirada

Foto no Picasa, com comentário, data e local onde foi tirada

O Picasa é um programa do Google, em português e extremamente versátil, permitindo organizar, editar, dar nome aos rostos, gravar CD, criar vídeo, fazer backup, gerar álbum online, entre outros. Todas minhas fotos estão no Álbum da Web do Picasa: algumas na minha galeria pública e a maioria em galerias privadas (só quem tiver o link consegue acessar).

Meu pai, no entanto, conhece tanto de computadores e Internet quanto eu conheço de literatura azerbaijanesa, ou seja, nada. Como não moramos nem na mesma cidade, quando quero lhe mostrar alguma foto dá uma trabalheira danada… ou tenho de fazer um vídeo pra ele assistir no DVD, ou gravar um CD pra meu irmão mostrar pra ele ou revelar pra ele ver comigo.

Revelar é legal pois dá pra mostrar não apenas pra ele, mas pros amigos e pra família toda, mas volta ao problema inicial: fazer comentário, colocar local e data da foto… informações que já estão no Picasa!

A revelação ainda tem um problema grave que incomoda principalmente pessoas detalhistas como eu: há um corte na parte superior e/ou inferior da foto digital para “caber” na proporção da foto revelada. Quando mandamos as fotos digitais direto para revelação é a máquina quem decide onde cortar, se o operador não estiver com disposição de passar foto a foto e escolher o melhor corte.

Cada tamanho de foto usa uma proporção diferente, a maioria diferente da proporção das câmeras digitais:

  • Foto Digital = 4:3 ou 3:2, depende da câmera
  • Foto Digital Widescreen = 16:9
  • Foto 10×15 (tamanho padrão) = 2:3
  • Foto 13×18 (fotão) 5:7
  • Foto 15×21 = 5:7
  • Foto 20×25 = 4:5
  • Foto 20×30 = 2:3
  • Foto 30×40 = 3:4

Como sou suficientemente nerd, achei uma solução bem simples para o problema:

  1. No Picasa, exportar para uma pasta as fotos a serem reveladas
  2. Baixar e instalar a demonstração do Photoshop (válida por 30 dias)
  3. Baixar o programa gratuito Exifer e extrair o comentário das fotos
  4. Incluir no arquivo de comentários os locais onde as fotos foram tiradas
  5. Criar um script para o Photoshop que leia os comentários e as fotos, deixe escolher o que cortar e gere as fotos para serem reveladas com data, local e descrição, já no tamanho certo
  6. Executar o script no Photoshop
Resultado dos passos acima

Resultado dos passos acima

Okay, você não é nerd e ficou assustado com os simples passos acima, principalmente com o 5º? Vou explicar passo a passo como fazer cada passo e disponibilizar o script que criei para o 5º passo.

1 – Exportar fotos no Picasa

Selecione as fotos no Picasa (clique enquanto segura a tecla Ctrl para marcar mais de uma foto) e vá em “Arquivo” -> “Exportar imagem para a pasta”. Marque as opções “Usar tamanho original” e em qualidade da imagem escolha “Máximo”. Não marque a caixa de “Adicionar marca d’água”. Escolha onde você quer gravar as imagens clicando no botão “Procurar…” e defina o nome da pasta que será criada.

2 – Baixar e instalar a demonstração do Photoshop

Entre no site do Photoshop e baixe a última versão de demonstração: http://www.adobe.com/go/tryphotoshop_br

Eu já testei o script tanto no Adobe Photoshop CS3 quanto no CS4. No site só dá pra baixar a última versão, que atualmente é o CS5. O processo de instalação demora uns 15 minutos. No final ele dá a opção de informar uma chave de ativação ou testar por 30 dias. Vá na opção de testar por 30 dias, a não ser que queira pagar uma bica pela licença.

3 – Baixar o Exifer e extrair os comentários (dica do Onion Zwiebel)

Antes de usar o Picasa eu usava o também gratuito JAlbum para colocar as descrições nas fotos e o próprio JAlbum gerava um arquivo chamado “comments.properties” com esses comentários.

O Picasa não faz isso, ele grava as descrições no campo “Caption” do IPTC do arquivo JPEG, ou seja, fica gravado em outro metadado (semelhante ao Exif) internamente no arquivo da foto. O JAlbum até consegue ler essas descrições colocadas pelo Picasa mas não gera o arquivo “comments.properties” com os comentários…

A solução mais simples que encontrei para esse problema é usar o bom e velho Exifer, um programa gratuito que morreu em 2002 mas continua fazendo milagres:

  1. Entre no site do Exifer, vá em Download (no fim da página) e clique no link do Tucows pra baixar
  2. Instale e abra o Exifer
  3. Clique no botão de abrir pasta (Change Directory) e selecione a pasta onde estão as fotos a serem reveladas
  4. Selecione todas as fotos da pasta (pressione Ctrl-A ou clique na primeira foto e role para baixo segurando a tecla Shift)
  5. Vá em “EXIF/IPTC” -> “Export” -> “DESCRIPT.ION…”
  6. Marque a opção “IPTC – Description”
  7. O clicar em “OK” o Exifer vai criar um arquivo chamado “descript.ion” na pasta onde estão as fotos. É um documento de texto que pode ser editado no Bloco de Notas

4 – Incluir o local das fotos no arquivo de comentários

Existe no IPTC campos para cidade, país, região… mas o Picasa não usa eles, usa campos de coordenadas geográficas (latitude e longitude). O trampo necessário para transformar isso em nome de cidade é enorme. Fora que nem todo mundo tem saco de ficar navegando no Google Maps do Picasa pra encontrar a coordenada de cada foto… e câmeras com GPS ainda são raridade.

Pra simplificar estou pegando o local onde a foto foi tirada direto do arquivo de comentários… só que essa informação tem de ser inserida manualmente.

O script considera que a informação “local onde a foto foi tirada” é o que está após o último tracinho/hífen (-) de cada linha.

Exemplo. Considerando que vou revelar duas fotos, coloquei as duas na pasta e executei o Exifer. Ele vai gerar um arquivo descript.ion com o seguinte conteúdo:

[code=””””]IMG_1280.JPG Vulcão Eyjafjallajokull provoca filas
IMG_2739.JPG Monalisa no Musée du Louvre[/code]

Se a primeira foto foi em Madri a segunda em Paris, vou colocar essas informações no arquivo, que ficará assim:

[code=””””]IMG_1280.JPG Vulcão Eyjafjallajokull provoca filas – Madri
IMG_2739.JPG Monalisa no Musée du Louvre – Paris[/code]

5 – Criar um script que transforma água em vinho

No Photoshop Developer Center dentro do Adobe Developer Connection existe vasta referência para Photoshop Scripting.

Após ler o “Adobe Photoshop CS4 Scripting Guide” e consultando “Adobe Photoshop CS4 JavaScript Reference” fiz os dois scripts abaixo:

Os dois lêm todas as fotos de uma pasta, os comentários em um arquivo descript.ion e para cada foto verificam se a orientação é paisagem ou retrato, acrescentam uma borda branca em volta da foto, sendo maior na parte de baixo e incluem descrição, local e data nesta parte de baixo. Os scripts também deixam escolher o que será cortado, para seguir a proporção da revelação.

O segundo script calcula a idade e/ou tempo de gestação a partir da data de nascimento e data de concepção, escrevendo esta informação na parte de baixo. Utilizei esse segundo script para revelar fotos de minha filha quando ainda bebê.

Foto com o script que também calcula a idade

Foto com o script que também calcula a idade

Baixe para o computador os dois ou apenas o que irá utilizar. Pode ser para a mesma pasta onde estão as fotos que serão reveladas.

Esse script usa a fonte VT Portable Remington, que simula a tipografia de uma máquina de escrever. É necessário baixá-la e instalá-la antes do próximo passo.

6 – Executar o script no Photoshop

Finalmente a parte fácil.

No Photoshop é só ir em “File” -> “Scripts” -> “Browse”, abrir um dos dois scripts acima, selecionar a pasta com as fotos para revelar, o arquivo de descript.ion com os comentários e para cada foto acertar a região de crop (precisa clicar no “V” ou dar dois cliques pra aceitar o crop).

As fotos finais estarão dentro de uma pasta chamada “Fotos com Legenda”, dentro da pasta com as fotos para serem convertidas.

Eu não sei absolutamente nada de Photoshop e fiz o script utilizando apenas os documentos de referência de programação do Photoshop, então podem existir bugs ou formas mais eficientes de se fazer o que os scripts fazem. Sinta-se a vontade para comentar!

Novos [antigos] plugins no Blog

Nessa onda de “blog cada vez melhor” que estou, pensei em incluir mais três plugins ao WordPress:

  • Absolute Comments – permite responder um comentário direto na tela de administração, enviando e-mail com a resposta para quem comentou
  • WordPress Mobile Edition – exibe o blog adaptado para tela pequena quando alguém acessa por celular
  • 404 Notifier – envia e-mail quando algum erro 404 (Página Não Encontrada) ocorre no blog

São plugins antigos, então amanhã pesquiso para ver se há opção melhor ou mais recente.

Hoje coloquei o plugin WP Minify pra funcionar. Ele junta [quase] todos os arquivos CSS e JavaScript em um único arquivo (por tipo, claro) e já deixa ele “minimizado” (sem comentários, espaços, quebras de linha, etc.).

A vantagem desse plugin é reduzir o número de requisições que o browser tem de fazer ao servidor, além de reduzir o tamanho dos scripts tornando o carregamento do blog mais rápido.

Erro de Permissão no WordPress

Eu uso o plugin AdSense Deluxe no WordPress e depois que atualizei WP pra versão 2.9.1, comecei a ter erro de “Sem permissões suficientes para acessar esta página” ao tentar abrir a página de configuração deste plugin, mesmo logado como admin.

Não encontrei nada na Internet especificamente deste erro, mas peguei o arquivo de tradução do WP e achei a mensagem original em inglês: “You do not have sufficient permission to access this page”. Com esssa mensagem foi mais fácil encontrar a solução pro problema. Encontrei até um post que falava diretamente do erro do AdSenseDeluxe.

A solução é bem simples, basta trocar a função “admin_head()” por “admin_menu()” no código fonte do plugin. Está na linha 1085.

Formatar HD grande em FAT32

Há muito sou fã do NTFS e sempre formato meus drives nesse formato, mas acabei de precisar de formatar um drive com o velho FAT32 e o Windows 7 só deixava formatar até 32GB… eu precisava formatar 200Gb!

Descobri o fantástico fat32format, de apenas 20kb, da Ridgecrop Consultants, que fez o trabalho em menos de 4 segundos!

Nada como um bom nerd pra fazermos o que queremos e não o que os outros querem que façamos.

Fontes, Estabilizadores e No-Breaks

Comprei um computador novo, com uma fonte Zalman ZM360B-APS, de 360 watts reais e PFC ativo.

O computador velho vendi junto com o estabilizador. Geralmente uma fonte de computador não precisa de estabilizador, mas sempre fui medroso e usei um. Agora ficarei sem, já que em fontes com PFC ativo usar estabilizador é totalmente desnecessário.

No entanto tenho monitor LCD, impressora, caixas de som, modem da NET Virtua e roteador wireless pra ligar. Estes dois últimos eu ligava em um simples filtro de linha. Tentei ligar todos no filtro de linha mas faltou uma tomada, por enquanto a impressora está fora.

Agora estou em dúvida se compro um filtro de linha maior ou um nobreak com onda senoidal, que aceitaria tanto a fonte do PC quanto as outras tralhas…

Eu já tenho um filtro de linha Surge Protect APC P8T3V ligando TV, Wii e receptor digital. Seria uma ótima escolha, ainda mais que tenho terra real aqui no apartamento.

Sistema de Gerenciamento do Atendimento (SGA) de Graça

A Dataprev fez o anúncio durante a abertura da Latinoware 2009, que está disponibilizando o Sistema de Gerenciamento do Atendimento (SGA) no Portal de Software Púbico Brasileiro. O SGA, programa responsável pelo controle das filas de atendimento, foi projetado para funcionar em qualquer organização que possua atendimento ao público. Atualmente, o sistema é utilizado nas Agências da Previdência Social (APS) e, agora, poderá ser customizado e utilizado por outros órgãos públicos e privados.

Com o SGA Livre, que pode ser adaptado às necessidades de negócios do usuário, a Dataprev passa a ser a empresa com mais produtos disponibilizados para o Governo. As outras soluções são o Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais (Cacic) e o Controlador Centralizado do Ambiente de Rede (Cocar).

Segundo Adilson Cruz, um dos desenvolvedores do sistema pela Dataprev, o SGA é facilmente “customizável”, pois a ferramenta possui aplicação web construída em linguagem PhP e funciona em qualquer navegador livre. Segundo Cruz, o programa não requer flash ou outros plugins para funcionar. O SGA Livre foi otimizado ainda para o servidor Web Apache2 e SGBD PostgreSQL 8.3. “Mas com um pouco de esforço de customização, pode funcionar com qualquer banco de dados”, afirma Erico Ferreira, gerente da Unidade de Desenvolvimento de Software da Dataprev.

Uma das principais qualidades do SGA, segundo seus desenvolvedores, é a possibilidade de mensurar todos os tempos de atendimento ao cliente. “Além disso, ele armazena todo o histórico do atendimento, que pode ser consultado futuramente, incluído em relatórios, etc”, explica Cruz. O desenvolvedor explica que, mais que organizar o atendimento, o SGA conta todos os tempos envolvidos até o final do processo, como o tempo de deslocamento do usuário à mesa de atendimento, a duração desse atendimento e também a permanência na fila.
Os cadastrados no Portal podem baixar a solução diretamente pelo endereço http://www.softwarepublico.gov.br/ver-comunidade?community_id=15719494

Sistema

O SGA foi concebido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e evoluído e mantido pela Dataprev para gerenciar o atendimento presencial das Agências da Previdência Social (APS). Em 2008 foram mais de 24,6 milhões de atendimentos foram realizados nas APS.

A Dataprev decidiu disponibilizar o software depois que 30 órgãos públicos encaminharam ofícios à empresa o pedindo. Desenvolvido totalmente em software livre, o sistema foi um dos responsáveis pelo fim das filas nas agências da previdência.

Implantado nas 1.200 unidades de atendimento, o SGA fornece aos gestores um mapeamento detalhado do andamento dos serviços prestados. Se há algum atraso ou demora no atendimento ao cidadão é possível visualizar imediatamente e alocar mais profissionais para determinada agência ou remanejar funcionários internamente para agilizar o atendimento.

Para a Previdência, o SGA foi customizado e passou a funcionar integrado ao Sistema de Agendamento Eletrônico (SAE) – ferramenta que permite que o segurado seja atendido no dia e horário agendado. O sistema é dividido em módulos e possui controle de acesso individualizado.

Tese de Doutorado do Eugênio

Uma abordagem de predição da dinâmica comportamental de processos para prover autonomia a ambientes distribuídos” é o título da tese de doutorado do Evgueni Dodonov, um russo colega de faculdade. O cara é um crânio, manja muito da parte mais complicada da computação!

Dei uma lida por cima na tese dele e é bem mais interessante que o título. Resumidamente é uma forma de fazer um sistema de computador “se entender” e “se configurar” de acordo com utilização, sem necessidade de intervenção manual de alguém.

Matrix no WinXP

Ferramenta gratuita pra modelar banco de dados

Na bolsa utilizamos o Erwin pra modelar os bancos de dados, mas em casa, quando quero fazer projetos como hobby não dá pra pagar uma licença de Erwin… então tive de procurar alternativas gratuitas.

Achei 2 que parecem boas:

Também encntrei uma lista com um monte de ferramentas de modelagem de dados e UML!

Google Code Jam 2009

Acabei de receber um e-mail do Bartholomew Furrow, funcionário do Google, informando que o Google Code Jam 2009 vai acontecer!

Ainda estão definindo as datas, mas será mais ou menos assim:

  • Primeira quinzena de agosto: abertura pra registro
  • +4 semanas: etapa qualificatória (online)
  • +1 semana: etapas 1A, 1B, 1C
  • +1 semana: etapa 2
  • +1 semana: etapa 3
  • novembro: finais mundiais em Mountain View – Califórnia -Estados Unidos

Agora é começar a estudar.

Ano passado programei em C#, esse ano vou tentar em Python!

Concurso da Anac para Computação

Até hoje nunca prestei concurso, mas quando vi um concurso da ANAC, na área de computação, pagando quase 10 mil reais por mês resolvi arriscar.

São 9 vagas para Analista Administrativo na área 2: Tecnologia da Informação para trabalhar em São Paulo e 80 mil inscritos!

Como a prova é dia 19 e faltando 10 dias não peguei num livro sequer, resolvi procurar uma apostila. Achei uma, digital, por R$ 70,00 mas achei bem cara. Também achei um fórum na net, com algumas pessoas já calejadas de fazer concurso, mas ele está bem morno.

Como recomendação deram o livro Engenharia de Software, do Ian Sommerville, só que não terei tempo de ler, ou seja, estou ferrado!

Também indicaram o grupo de discussão “TI Masters“, que só aborda concursos na área de TI, mas lá não achei quase nada sobre o concurso da ANAC.

Pedra na Janela

Achei aqui um “macumba” pra resolver alguns erros estranhos do Windows:


ipconfig /flushdns
Cd %windir%
del /s *.chk;*.rip;*.tmp;~*.*
msiexec /regserver
sc config msiserver start= auto
net stop msiserver
msiexec /unreg
msiexec /regserver
regsvr32 msi.dll /s
regsvr32 msihnd.dll /s
net start msiserver
Regsvr32 wuaueng.dll /s
net stop wuauserv
cd /d %windir%
rmdir /s /q softwaredistribution
net start wuauserv
sc config eventlog start= auto obj= Localsystem
net start eventlog
regsvr32 qmgr.dll /s
regsvr32 qmgrprxy.dll /s
sc sdset bits D:(A;;CCLCSWRPWPDTLOCRRC;;;SY)(A;;CCDCLCSWRPWPDTLOCRSDRCWDWO;;;BA)(A;;CCLCSWLOCRRC;;;AU)(A;;CCLCSWRPWPDTLOCRRC;;;PU)
regsvr32 wuaueng.dll /s
sc sdset wuauserv D:(A;;CCLCSWRPWPDTLOCRRC;;;SY)(A;;CCDCLCSWRPWPDTLOCRSDRCWDWO;;;BA)(A;;CCLCSWLOCRRC;;;AU)(A;;CCLCSWRPWPDTLOCRRC;;;PU)
sc config wuauserv start= auto obj= Localsystem
net stop wuauserv
sc config bits start= DEMAND obj= Localsystem
net stop bits
regsvr32 msxml.dll /s
regsvr32 msxml2.dll /s
regsvr32 msxml3.dll /s
regsvr32 msxml4.dll /s
regsvr32 qmgr.dll /s
regsvr32 qmgrprxy.dll /s
regsvr32 muweb.dll /s
regsvr32 winhttp.dll /s
regsvr32 wuapi.dll /s
regsvr32 wuaueng.dll /s
regsvr32 wuaueng1.dll /s
regsvr32 wucltui.dll /s
regsvr32 wups.dll /s
regsvr32 wups2.dll /s
regsvr32 wuweb.dll /s
net start wuauserv
net start bits
sc config cryptsvc start= auto
net stop cryptsvc
cd %windir%\system32\catroot2
del *.* /f/q/s
regsvr32 cryptdlg.dll /s
regsvr32 cryptui.dll /s
regsvr32 dssenh.dll /s
regsvr32 gpkcsp.dll /s
regsvr32 initpki.dll /s
regsvr32 mssip32.dll /s
regsvr32 sccbase.dll /s
regsvr32 softpub.dll /s
regsvr32 slbcsp.dll /s
regsvr32 rsaenh.dll /s
regsvr32 winhttp.dll /s
regsvr32 wintrust.dll /s
net start cryptsvc
cd\
sc config ose start= demand
net start ose
regsvr32 qmgr.dll /s
regsvr32 qmgrprxy.dll /s
regsvr32 es.dll /s
pause

%d blogueiros gostam disto: