Neste calor, nada melhor que rodízio japonês com Haagen-Dazs


Neste calor, nada melhor que rodízio japonês com Haagen-Dazs

Quem está mais feliz, o vira-latas ou a sapeca?


Quem está mais feliz, o vira-latas ou a sapeca?

Feliz Natal! Hoau, hoau, hoau!


Feliz Natal! Hoau, hoau, hoau!

Sol quadrado no Forte dos Reis Magos


Sol quadrado no Forte dos Reis Magos

Praia de Pipa – RN


Praia de Pipa - RN

Já que estou em SJdR com a Lavínia, não puder a exposição do Marcinho Lima.


Já que estou em SJdR com a Lavínia, não puder a exposição do Marcinho Lima.

O dia resistindo à tempestade


O dia resistindo à tempestade

Felicidade ao saber que tem pizza de brócolis


Felicidade ao saber que tem pizza de brócolis

Café da Manhã na padaria portuguesa


Café da Manhã na padaria portuguesa

"Tiara" com os pingentes do Rally dos Lobinhos


"Tiara" com os pingentes do Rally dos Lobinhos

De volta à ciclofaixa


De volta à ciclofaixa

Duas novas paixões: escotismo e vira-latas


Duas novas paixões: escotismo e vira-latas

10k na ciclofaixa de domingo


10k na ciclofaixa de domingo

Engajamento Político

“Nunca antes na história deste país”, como diria o companheiro Lula, a população brasileira foi tão politizada. Falamos sobre política no almoço, nas ruas, no trabalho, com amigos, com desconhecidos, com os filhos e com os pais.

Assistimos ao pronunciamento da presidente e comentamos, analisamos, levamos pra pauta do dia. No lugar de dizer pra um estranho no elevador “Hoje tá frio né? Acho que vai chover…” Dizemos “O pronunciamento da presidente foi muito fraco né? Ela disse que vai aumentar a transparência pra diminuir a corrupção mas nem falou de condenação pra quem rouba, nem disse que vai tirar do governo dela quem já foi condenado”.

A politização da população é um excelente resultado que colhemos desse momento de mobilização e união do povo e vai ajudar muito às pessoas falarem abertamente de suas opiniões durante as eleições, trocando pontos de vista sobre os candidatos e suas propostas.

Até então discussões políticas se restringiam a partidários de algum partido, hoje o povo comum, sem partido e sem rótulos ideológicos está expressando sua voz, sua opinião política e isso é ótimo para todos!

#VemPraRua

Eu estou preocupado da manifestação popular por um Brasil melhor virar baderna sem objetivo claro, perder o rumo, perder o foco.

Também me incomoda a ausência de liderança, já que o MPL conseguiu revogar o aumento das passagens e sai do posto de organizador das manifestações. As 5 prioridades do Anonymous podem ser um norte, mas são uma versão das decisões políticas que engolimos, a diferença é que não veio do governo e sim de um grupo que não sabemos quem é, não sabemos como definiram as prioridades e nem quais critérios usaram para escolher os 5 itens.

O discurso da Dilma mostra que o governo entende o que o povo quer, mas ela continua com a demagogia de dizer que o governo está melhorando a situação da população e por isso o povo quer mais, que não queria antes.

Nós brasileiros sempre desejamos o fim da corrupção, a melhora da qualidade da educação e dos serviços básicos de saúde e transporte. A diferença é que nos juntamos para externalizar esse sentimento porque a situação chegou a um ponto de descrédito tão grande dos políticos que não aguentamos mais ficar passivos.

Eu não ligo se quem está nas manifestações é nacionalista, socialista, de direita, conservador, de esquerda, governista, oposição, de partido, sem partido, religioso ou ateu… O objetivo de todos é um Brasil melhor e na democracia há espaço para o diálogo de todas as ideologias, quando o propósito é o progresso da nação e não o benefício de uma única pessoa ou grupo.

Eu só não tolero criminosos que destroem o patrimônio privado e público, isso não traz benefício pro país, não é para o bem comum, é a ignorância que queremos eliminar. Vandalismo é repreendido por todos e tira o foco do objetivo da passeata, fazendo com que o povo vá contra a manifestação, criando antipatia, raiva e descrédito no movimento. Louvo os manifestantes que fazem e defendem a manifestação pacífica, isso não é moralismo, mas sim ter um objetivo. Gandi conseguiu destruir um império através da não violência!

Se os políticos passarem a ter respeito pelo povo brasileiro, usando o nosso dinheiro da melhor forma, com profissionalismo e competência, priorizando o que o país realmente precisa para crescer de forma sustentável, dou-me por satisfeito. O restante vem de tabela.

%d blogueiros curtiram isso: